Nossa relação com o meio - Urhacy Faustino



O mar é a casa de milhões de animais e vegetais. É nele que vivem os maiores animais de nosso planeta. A população que reside no mar, come, dorme, faz sexo, defeca tudo dentro do mar e não o poluem. Com a ação direta destes milhares de habitantes o mar não fede, não apodrece, não perece, mas basta que nós — seres tão higiênicos, tão assépticos, tão cheirosos — nos instalemos perto dele para criarmos um caos. O mar consegue processar o excremento de todos os animais que nele reside, mas o nosso excremento vira é poluição. Além disso, somos os únicos seres que precisam de sacos plásticos para carregar nossa comida. A natureza não processa plástico, pois não é uma matéria orgânica, é uma matéria inventada por nós. O plástico vai para a água do mar, peixes e tartarugas estão morrendo por confundir plástico com comida.

Será que somos cegos? Será que não vemos que nós é que estamos todos errados em nossa existência neste planeta? Será que somos egoístas por natureza?
Enfim, dúvidas, incertezas e divagações...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia de Reis, desmonte da árvore, romã...

Falecimento Hilda Hilst (2004, Campinas/SP)

FEIRA LITERÁRIA DE ASSIS/SP