Uma bonita homenagem do Rogel Samuel!

Parabéns brasileiras!


A partir de hoje, as mulheres saem da pia da cozinha com um sentimento vitorioso. Como disse o negro Obama: Nós podemos! As mulheres devem comemorar esse fato histórico, pois há bem pouco tempo nem podiam votar. Num país machista, patriarcal e autoritário, onde a igualdade de oportunidade ainda é um problema. Onde as mulheres continuam com a “dupla jornada”, cuidam dos filhos e da casa além de trabalhar. Hoje a vitória é das cortadoras de cana, das lavadeiras e empregadas domésticas, das roceiras e cozinheiras anônimas, as babás, as professoras, as mães. A vitória é delas, de todas elas, mesmo daquelas desprezadas e condenadas. As “perdidas”, ou como disse Leila Míccolis “achadas”. Pois como escreveu o machista Victor Hugo:
Oh! não insulteis nunca uma mulher perdida!
Quem sabe qual o transe em que ela foi vencida?
Quem sabe se foi longo o seu combate rude,
Entre as mil privações que assaltam a virtude?
Estão de parabéns as minhas falecidas mãe Stella e minha avó Edília. Estão de parabéns a minha amiga Leila Miccolis e a Rose Marie Muraro feministas, e a merendeira da esquina. Estão de parabéns Helena de Lima e a querida Clementina. Estão todas de parabéns com essa vitória que é delas!

ROGEL SAMUEL

http://literaturarogelsamuel.blogspot.com/

Comentários

ROGEL SAMUEL disse…
Leyla sempre pensou as mulheres como lutadoras vitoriosas. Hoje estamos vendo a realização de uma aspiração: o país machista vai ser governado por uma mulher.

Postagens mais visitadas deste blog

Outono!

LITERATURA DE CORDEL: A MEMÓRIA DO SERTÃO EM FOLHETOS