Terceiro ano da morte de Heloneida Studart

heloneida06122007

Jornalista, escritora, política, feminista e mãe, Heloneida atuou como deputada na Alerj por seis mandatos. Ela foi uma das pioneiras do movimento feminista no Brasil. Em 1975, criou o Centro da Mulher Brasileira (CMB), uma das primeiras entidades feministas do país que defendia o direito das mulheres na época da Ditadura.

Heloneida participou do chamado "Lobby do Batom", que defendeu os direitos trabalhistas das mulheres, como os 120 dias de licença-maternidade. Este ano, (2007), Heloneida foi nomeada diretora do Centro Cultural da Alerj e do Fórum de Desenvolvimento Estratégico do Rio.

 

No dia três de dezembro de 2007, a ex-deputada estadual Heloneida Studart, 75 anos, morreu às 8h30 de uma segunda-feira, de parada cardíaca, na Casa de Saúde São José, no Humaitá, Zona Sul do Rio. Heloneida havia passado por uma cirurgia no coração uma semana antes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia de Reis, desmonte da árvore, romã...

Outono!