Morte de dona Lily Marinho

 

Lily de Carvalho Marinho, 89 anos, viúva do fundador das organizações Globo, Roberto Marinho, morreu às 20h05 da noite desta quarta-feira (5), no Rio de Janeiro, por falência múltipla dos órgãos em decorrência de uma pneumonia.

O corpo de Dona Lily, como era conhecida, será enterrado às 10h30 desta quinta-feira (6), no cemitério São João Batista, no bairro de Botafogo.

Ela estava internada na Unidade de Terapia Intensiva da Clínica São Vicente, na Gávea, desde o dia 13 de dezembro de 2010, mas a informação só foi divulgada na tarde da última terça-feira (4).

Lily Marinho nasceu em 10 de maio de 1921, na cidade de Colônia, na Alemanha. Filha única da francesa Jeanne Lamb e do inglês Edward John Lamb, foi registrada na Inglaterra e educada em Paris, para onde seu pai, major do Exército britânico, havia sido transferido quando ela tinha apenas quatro anos.

Aos 17, ostentava o título de miss Paris e ficou noiva do jornalista e fazendeiro brasileiro Horácio Gomes Leite de Carvalho Filho. Chegou ao Rio de Janeiro um ano depois, pouco antes do início da Segunda Guerra Mundial, acompanhada de sua mãe. Lily e Horácio viveram 45 anos juntos e tiveram um único filho, Horácio Gomes Leite de Carvalho Neto, que morreu em 1966, então com 27 anos, em um acidente de carro. Sete meses depois, aconselhada por sua amiga Sarah Kubitschek, Lily adotou João Baptista, que lhe deu quatro netos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia de Reis, desmonte da árvore, romã...

Falecimento Hilda Hilst (2004, Campinas/SP)

FEIRA LITERÁRIA DE ASSIS/SP