Marco Lucchesi é o novo imortal da Academia Brasileira de Letras

 

O poeta, ensaísta e tradutor Marco Lucchesi assumiu nesta quinta-feira (3) uma vaga na ABL (Academia Brasileira de Letras). Com 47 anos, o carioca passa a ser o mais jovem integrante da entidade. Ele entra na vaga deixada pelo Padre Fernando Bastos de Ávila, que morreu em novembro do ano passado.
Lucchesi é professor da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e pesquisador do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico).
Formado em história pela UFF (Universidade Federal Fluminense), doutor em ciência da literatura pela UFRJ e pós-doutor em filosofia da renascença na Universidade de Colônia, na Alemanha, ele publicou livros em italiano e português.
A cadeira de número 15, agora ocupada por Lucchesi, foi fundada pelo poeta Olavo Bilac. O novo integrante da ABL foi escolhido com 34 dos 38 votos possíveis.
Nesta semana, morreu o escritor gaúcho Moacyr Scliar, também membro da entidade. A vaga deixada por ele ainda não foi preenchida. FONTE: Agência Brasil

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia de Reis, desmonte da árvore, romã...

Falecimento Hilda Hilst (2004, Campinas/SP)

FEIRA LITERÁRIA DE ASSIS/SP