Perto de completar 70 anos, Stephen Hawking declara: "as mulheres são um mistério completo"

Stephen Hawking

O físito teórico Stephen Hawking, autor de vários livros como 'O Universo Numa Casca de Noz': um dos grandes da ciência, ao lado de Einstein e Newton (Getty Images)

Considerado um dos principais cientistas das últimas décadas, o físico britânico Stephen Hawking deu importantíssimas contribuições para a ciência. Escreveu livros sobre temas fundamentais, como a origem do universo, que se tornaram best-sellers e ajudaram a divulgar o conhecimento científico entre os leigos. Um mistério, porém, escapa à compreensão do cientista. Ele confessou que as mulheres são o enigma que ainda não conseguiu desvendar. "São um mistério completo", declarou à revista New Scientist. Hawking foi casado duas vezes e tem três filhos.

Hawking, ele próprio, é um mistério para a medicina. Aos 21 anos, foi diagnosticado com uma agressiva doença neurodegenerativa. À época, os médicos lhe deram poucos anos de vida. Agora, quase 50 anos depois, Hawking está pronto para celebrar 70 anos, no domingo (8), desafiando todas as adversidades.

Paralisado, obrigado a utilizar uma cadeira de rodas e a falar por meio de um computador, Hawking continua trabalhando incansavelmente. "As pessoas diagnosticadas com esta doença, uma forma atípica de esclerose lateral amiotrófica, morrem em média 14 meses após o diagnóstico. Obviamente, Stephen Hawking é excepcional pela quantidade de tempo que vive com ela", afirma Elaine Gallagher, da Associação de Doenças Neurodegenerativas.

Os Simpsons — O próprio astrofísico atribui sua notoriedade à doença, que abalou progressivamente suas funções motoras. "As pessoas são fascinadas pelo contraste entre minhas capacidades físicas extremamente limitadas e a imensidade do universo de que trato", explica com modéstia e humor em seu site o autor de Uma Breve História do Tempo(1988), um livro de divulgação científica que vendeu milhões de exemplares em todo o mundo.

A fama do cientista é tamanha que inclui participações especiais em séries de TV como Star Trek e Os Simpsons, no qual em uma discussão de bar ameaça roubar de Homer Simpson a curiosa tese sobre o universo na forma de rosquinha.

Para o astrônomo Martin Rees, que o conheceu quando ambos cursavam doutorados na Universidade de Cambridge, Hawking "se tornou possivelmente o cientista mais famoso do mundo, aclamado por suas pesquisas brilhantes, por seus livros best-sellers e, acima de tudo, por seu assombroso triunfo ante a adversidade".

Ele destaca, no entanto, que o sucesso entre o grande público não deve ofuscar as importantes contribuições de Hawking ao mundo da ciência pura, em particular nas áreas dos buracos negros, relatividade e gravidade.

"Indubitavelmente ele fez mais que qualquer um desde Albert Einstein para melhorar nosso conhecimento sobre a gravidade", declarou Rees, ex-presidente da Royal Society, uma das instituições científicas mais antigas e prestigiosas do mundo, na qual Hawking foi admitido em 1974, com apenas 32 anos.

"Seu grande 'momento eureca', em 1974, revelou um profundo e inesperado vínculo entre a gravidade e a teoria quântica", completou.

Ingressos esgotados — Para o dia em que completa 70 anos, o Centro de Cosmologia Teórica da Universidade de Cambridge, dirigido por Hawking, organizou um evento público para o qual os ingressos estão esgotados há semanas.

O simpósio sobre "O Estado do Universo" será precedido por uma conferência na qual cientistas de prestígio mundial examinarão a atual situação em tópicos como buracos negros, cosmologia e física fundamental, áreas abordadas nos trabalhos de Hawking.

O Museu da Ciência de Londres também organizou para a ocasião uma mostra de fotografias que celebram a vida e a obra do astrofísico, que o público poderá visitar a partir de 20 de janeiro.

Newton e Galileu — Nascido na cidade inglesa de Oxford em 8 de janeiro de 1942, Hawking sempre acreditou que a ciência era seu destino e, aconselhado pelos médicos, concentrou todas as energias no estudo da cosmologia.

"Quando Stephen não podia mais fazer uso das mãos e manipular equações no papel, compensou com o treinamento para manipular formas e topologias complexas em sua mente a grande velocidade. Esta capacidade permitiu que ele encontrasse soluções para problemas físicos difíceis que ninguém conseguia resolver e que, provavelmente, ele mesmo não teria sido capaz de fazê-lo sem esta nova habilidade", afirmou o físico teórico americano Kip Thorne, um colaborador habitual do britânico.

Durante a longa carreira, Hawking recebeu vários reconhecimentos e ocupou durante 30 anos a Cátedra Lucasiana de Matemáticas de Cambridge, três séculos depois do "pai" da gravidade Isaac Newton.

(Com Agência France-Presse)
Leia mais em: http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/perto-de-completar-70-anos-stephen-hawking-declara-as-mulheres-sao-um-misterio-completo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia de Reis, desmonte da árvore, romã...

Falecimento Hilda Hilst (2004, Campinas/SP)

FEIRA LITERÁRIA DE ASSIS/SP