Se vivo, Zanoto faria aniversário hoje…

 

Zanoto, um grande amigo da literatura.

Escritor mineiro, Presidente de honra vitalício da Academia Varginhense de Letras, Artes e Ciências (AVLAC), poeta - livros publicados: Emoçoes (1994), e Desejos (1995) -, porém gostava de ser mais conhecido como jornalista: no Correio do Sul, jornal de Varginha, assinava a coluna "Diversos Caminhos" desde 1950. Desde a década de 80 tinha coluna fixa em Blocos - Jornal Cultural (impresso) e, a partir de 2004, mantinha a coluna "Diversos Caminhos em Blocos", em Blocos Online, único site a tê-lo como colunista, uma vez que era resistente a escrever na Internet. Faleceu em 21 de janeiro de 2011. Suas crônicas têm estilo inconfundível, por nelas ele reunir opiniões, trechos de livros, vivências diárias e cartas, poemas, fragmentos e informações sobre todas as tendências literárias contemporâneas. Foi um dos maiores divulgadores literários do país, de todos os tempos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Outono!

LITERATURA DE CORDEL: A MEMÓRIA DO SERTÃO EM FOLHETOS