Cielo, Bronze e o Mensalão...

 

Cielo não tem que chorar, não. Ele é um campeão olímpico e agora arrebata o Bronze. Uma honra! Seu choro é por não ter ganho a medalha de ouro, porém é um vencedor. Veja, quantas medalhas o Brasil ganhou mesmo, até agora? Calma Cielo. Você já faz parte da melhor de nossas histórias. Agora, Mensalão, Dirceu, Anões do orçamento, Propinas, Pizzas, Mensaleiros, Corrupção, vigarice... Não adianta, Cielo. Você tem do que se orgulhar, e nós de tudo o que você fez. Erga a cabeça, lute, e saiba que pode dormir tranquilo, porque de você guardaremos o nosso melhor... Não volta para o Brasil, não. Aqui você vai ter de conviver com essa onda de positivismo, essas verbas que sempre faltam e essa lama que deixa um cheiro intragável no ar de nossa pátria. Cielo, você faz parte do panteão de heróis que nos faltam à beça por aqui: por qual razão chorar? Choremos nós, um povo que tem de ouvir de altos juristas que nem tudo que é ilegal, é ilegal e que mesmo se sendo desonesto, tudo se faz porque os fins justificam os meios. Cielo, erga a cabeça: você é nosso herói. Isso conta, num país em que a verdade, as crenças e a virtude são esmagadas pela voracidade de uns estúpidos. Parabéns Cielo!

Flavio Gimenez

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Outono!

LITERATURA DE CORDEL: A MEMÓRIA DO SERTÃO EM FOLHETOS