CHEIRO DE PRIMAVERA ENVOLVE LIVROS QUE CHEGARAM COM A ESTAÇÃO


Coluna de Marli Berg em Blocos

Títulos excelentes, livros da maior qualidade, variedade nos temas, preços mais acessíveis. Tudo isto e muito mais nos traz a primavera, estação perfumada e alegre, marcada pela esperança em dias bons e plenos de realização. Se você gosta de ler, saiba que as estantes das livrarias estão cheias de títulos de primeira linha, que satisfarão sua curiosidade, apetite por novos conhecimentos, e desejo de ampliar, cada vez mais, seus horizontes existenciais e culturais. Dê uma olhada nos títulos que sugerimos hoje.

1 – Política / Opinião Pública

Fidel: O Tirano Mais Amado do Mundo (Leya), do cientista político cubano-americano Humberto Fontova, narra a verdadeira história da Revolução Cubana e seu líder, Fidel Castro, através de depoimentos e relatos de pessoas que sobreviveram a La Revolución. Por que – pergunta o autor - deveríamos admirar e aplaudir os atos de um homem que matou, e ainda mata, muito mais que os grandes ditadores da história recente da América Latina?

Fidel, que tornou-se conhecido por expulsar o ditador Fulgêncio Batista da Ilha, tornou-se um ditador ainda mais cruel do que aquele que depôs. Humberto, que foi vítima de Castro, nasceu em Cuba, em 1954, e fugiu da revolução de Fidel com a família, em 1961, tendo sido aceito como refugiado nos Estados Unidos, onde se formou pela Universidade de Nova Orleans, mostra que em Cuba, os cidadãos vivem sob o domínio total do governo, sem direito a posse de propriedades, ao simples direito de ir e vir, ao consumo livre e a liberdade de expressão. Ele afirma, também, que Fidel destruiu a economia do país, e o tornou dependente financeiro das grandes potências. Frente a todas estas evidências, o autor pergunta por que os engajados sociais ainda defendem este homem como grande governante? Um livro esclarecedor, que apresenta um Fidel sem disfarces, mostra a tragédia de um povo esfacelado por uma revolução feita em nome dele, e leva a reflexão sobre um regime que nasceu com um objetivo que jamais foi cumprido: o bem estar social.

2 – Relato Biográfico/ Incesto/ Abuso Sexual

Não Conte Para a Mamãe: Memórias de Uma Infância perdida
, (Bertrand Brasil) trágico relato autobiográfico da inglesa Toni Maguire, nos apresenta uma história de estupro, abuso sexual e crueldade, praticados por um pai contra a filha, dos 5 aos 14 anos, quando ela engravidou, foi submetida a um aborto, e sofreu uma complicação que a fez perder o útero, e tornar-se incapaz de gerar uma criança. Despojada, corajosa, Toni vai fundo em seu relato, profundamente magoado, principalmente pela indiferença da mãe, que sempre deu sinais de ter plena consciência do que acontecia entre o marido e filha.

Omissa, ela não fazia segredo que seu grande amor era o marido bonito que, quando bêbado, se tornava violento, e, além de abusar sexualmente da filha, ainda descarregava a agressividade na menina. Quando, finalmente, a verdade veio à tona, e o pai foi para a prisão, Toni sofreu com a rejeição da avó e de toda a família paterna, que passou a tratá-la com raiva, como se fosse culpada do comportamento sádico que sofrera, durante anos, do pai. Um livro de cortar o coração, narrado com brilho, enquanto a autora acompanha os últimos momentos de vida da mãe no hospital, cheia de recordações dolorosas, que deverá enterrar para conseguir levar a vida adiante. Uma beleza de relato, que pode servir de alerta a muitos adultos que, às vezes, por angústia, fecham olhos e ouvidos à realidade que se desenrola a seu redor.

3 – Brasil/ Parques Nacionais/ Ecologia

Escrito pela bióloga Nurit Bensusan, com ilustrações de Guazelli, Labirintos: Parques Nacionais (Peirópolis) reúne informações sobre 12 parques nacionais brasileiros, e faz uma divertida viagem pelos labirintos inspirados nos territórios aquáticos e terrestres de cada um destes santuários ecológicos, com um alerta sobre a conservação de nossos parques.

Para desbravar cada um dos labirintos ecológicos, Nurit recorreu a um texto leve, com dados chave sobre os mais variados parques brasileiros. Os registros, que incluem data de criação, área e localização tem, entre os destaques, o Parque Nacional de Abrolhos, dos Lençóis Maranhenses, do Grande Sertão Veredas, e do Pico da Neblina. Segundo a autora, o livro “ quer mostrar, também, que o grande desafio brasileiro continua sendo o de conservar a diversidade biológica do país, sem causar mais exclusão social, e sem prejudicar as comunidades locais.”Colorido, bonito, com um texto de altíssimo nível, o livro de Nurit Bensusan informa, com palavras, mas sem deixar de impressionar a visão . o que amplia o entendimento e apreensão.

4 - Ficção Americana/ Romance

A americana Jetta Carleton trabalhou como professora, redatora de rádio e TV em Nova Iorque, e dirigiu uma pequena editora com o marido. Publicou um único romance: Damas-da-Noite (Bertrand Brasil), mas que foi suficiente para elevá-la a condição de uma das maiores escritoras americanas do século XX. O livro, que marcou uma geração, chega ao Brasil cinqüenta anos após sua primeira edição, nos Estados-Unidos, mostrando o cenário rural americano numa época conturbada, depois da Segunda Guerra Mundial. Em 1963, o romance recebeu o National Book Award, tornando-se, então, um clássico da literatura americana.

A história começa quando os recém casados Matthew e Callie se mudam para uma fazenda no oeste de Missouri, onde nascerão suas quatro filhas, todas de personalidade forte e independente. Mestre na arte de elaboração de personagens, Jetta acompanha a vida da família ao longo de 50 anos, contando sua história, que tem, como pano de fundo, a vida rural no Meio-Oeste americano. Uma saga familiar tocante, que seduz o leitor, levando-o a acompanhar meio século de vida de uma família americana, retratada numa trama encantadora, envolvente e eterna, já que se tornou um clássico.

5 – Literatura Brasileira / Infanto-Juvenil
Numa belíssima edição, a editora Global relança uma das obras-primas da literatura infanto-juvenil brasileira: Ou Isto ou Aquilo (Global) de Cecília Meireles, publicada, pela primeira vez, em 1964, e que deixou marca profunda na memória afetiva de diversas gerações de leitores.

Cantigas de ninar, de roda, e trava-línguas são formas de expressão muito próximas do mundo da criança,e que, neste livro, são muito bem usadas pela autora, que joga com as palavras, criando um universo encantador,ao explorar a sonoridade, o ritmo, as rimas as repetições e a musicalidade. As ilustrações em aquarela, do premiado artista Odilon Moraes enriquece ainda mais esta belíssima reedição, que já pode entrar na lista dos presentes que já pode entrar na lista dos presentes que vamos dar no Natal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia de Reis, desmonte da árvore, romã...

Outono!