Antologia Poética: O encontro belo e profundo de dois gênios brasileiros e outras leituras, por Marli Berg

 

Duas das maiores vozes poéticas brasileiras ganham antologia, um verdadeiro presente para os amantes desta nobre e eterna arte, que tem, no Brasil, nomes estelares, e que deixaram uma obra significativa para a  poesia ocidental. Mais um tento gravado pela editora Global na preservação e divulgação de nossa cultura, ao trazer à luz, através de excelentes edições, dois de nossos maiores poetas: Cecília Meireles e Manuel Bandeira. 

Antologia Poética: Cecília Meireles (Global), coletânea publicada pela primeira vez em 1963, um ano antes de sua morte, é a única cujos textos foram escolhidos pela própria  poeta. Composta por poemas retirados de diversos de seus livros, e alguns textos inéditos, a antologia revela um precioso auto-retrato da escritora. A obra poética de Cecília Meireles é tecida numa linguagem excepcionalmente harmoniosa, que consegue transmitir, ao leitor, sensibilidade e emoções da autora, e aborda grande diversidade de temas, que vão desde o louvor às pequenas maravilhas da vida, até o questionamento sobre o destino do mundo e da humanidade.  A seleta,  com coordenação editorial de André Seffrin, é composta por poemas de todos os seus  principais livros( Viagem, Vaga Música, Mar Absoluto, Retrato Natural, Amor em Leonoreta, Doze Noturnos da Holanda, O Aeronauta, Pequeno Oratório de Santa Clara, Canções, Metal Rosicler, Poemas Escritos na Índia, e uma seleção do Romanceiro da Inconfidência). A autora de “não sou alegre nem sou triste, sou poeta”,cuja  obra a define como um clássico da língua portuguesa, deixou uma obra das mais vigorosas e belas de nossa língua, e pode, através desta antologia, ser apreciada de forma mais ampla, dando ao leitor a oportunidade de penetrar em seu universo poético e conhecê-lo de forma mais ampla.

 

clip_image001

clip_image002

 

Antologia Poética: Manuel Bandeira (Global) é uma coletânea organizada pelo próprio autor, em 1961, e reúne cerca de duzentos e cinquenta poemas publicados nos livros A Cinza das Horas, Carnaval, O Ritmo Dissoluto, Libertinagem, Estrela da Manhã, Lira dos Cinquent'anos, Belo belo, Opus 10, Estrela da Tarde. Poemas Traduzidos e Mafuá do Malungo. Conhecido como sendo o responsável por inspirar os modernistas, Bandeira encontrou nos versos livres desta coletânea, que tem como coordenador editorial André Seffrin,  o instrumento perfeito para sua expressão lírica. Um poeta de extrema sensibilidade, a qual aliava um apurado rigor técnico, Manuel Bandeira colocou, em pauta, os temas difíceis com os quais nos deparamos a cada minuto,  a vida e a morte, mas sempre falando numa linguagem que evitava a pretensão. Ao contrário, ele usou a fala coloquial para tratar, com objetividade e humor, de temas triviais e do dia a dia, pois tanto o insólito quanto o corriqueiro fazem parte de sua obra. Segundo palavras do próprio autor, “A antologia atual é mais completa que as anteriores, por incluir, também, poemas de circunstância, constantes do livro Mafuá do Malungo, e traduções que fiz de poetas estrangeiros, tiradas do livro Poemas Traduzidos. (...) o critério foi marcar a evolução de minha poesia, aproveitando de cada livro o que parecia representar melhor a minha sensibilidade e minha técnica.” Uma antologia maravilhosa, que nos traz o poeta que está inscrito entre os nomes essenciais da poesia brasileira.

 

1 - Ficção Chilena / Romance
Berço de grandes escritores e poetas, como Gabriela Mistral, Antonio Skármeta, Pablo Neruda e Isabel Allende, o Chile, que já deu ao mundo textos clássicos e inesquecíveis, nos apresenta, agora, à Marcela Serrano, cuja obra já foi traduzida para várias línguas, premiada e adaptada para o cinema. Dez Mulheres (Alfaguara/Objetiva) é um romance sensível, que retrata a realidade de um grupo de mulheres, não só do ponto de vista pessoal, mas, também, dentro do contexto Latino-americano em que vivem, onde o machismo ainda é forte, e nem sempre a voz da mulher é ouvida. Uma grande narradora, Marcela Serrano obteve, com este livro, grande sucesso, com público e  crítica, ficando meses no topo da lista dos mais vendidos no  Chile, e, também, na Itália, Argentina e Espanha. A trama gira em torno de nove mulheres, muito diferentes entre si,  que nunca se viram, mas passam a compartilhar suas histórias orientadas por Natasha, uma terapeuta (e décima personagem da história) que decidiu reuni-las por ter a firme convicção de que as feridas da alma só começam a sarar quando a cadeia do silêncio é rompida. Cada uma das mulheres tem origem, idade, profissão e ideologia diferente, e todas carregam, dentro de si, medo, solidão, e insegurança.

 

São mães, filhas, mulheres casadas, amantes, e viúvas, que, guiadas por Natasha, vão tentar compreender sua vida e reinventá-la. Marcela Serrano é uma grande autora, e profunda conhecedora do universo feminino, o que permite que crie um romance profundo e sensível, mas que, em nenhum momento, resvala para o sentimentalismo. Uma grande e bela voz que se levanta na América Latina, para mostrar que aqui, o sexo feminino ainda precisa caminhar muito para se livrar dos grilhões do passado, isto é, da servidão ao homem que nos oprimiu e relegou a segundo plano durante séculos. Um lançamento literário de primeira linha.

clip_image003

 


2 – Ficção Inglesa / Romance

Detentor do Man Booker Prize de 2010, uma das premiações mais importantes para autores do Reino Unido, A Questão Finkler (Bertrand Brasil), de Howard Jacobson, romancista e critico literário, é uma história de amizade e perda, exclusão e pertencimento, sabedoria, maturidade e humanidade. Um romance extraordinário, A Questão é engraçado, uma obra-prima repleta de ironia e sarcasmo, que nos apresenta a três personagens muito bem  traçados, três homens que mantém um longo relacionamento cheio de altos e baixos, mas que nunca se separaram. Uma noite, eles jantam juntos no apartamento de um deles,  e rememoram alegrias, tristezas, enfim, recordações de toda uma vida. Depois do jantar, um dos amigos, Treslove, um ex-produtor,  é assaltado ao voltar para casa, ao parar frente a uma vitrine.

 

clip_image004

E este acontecimento operará uma mudança radical em sua vida, que nunca mais voltará a ser a mesma. Dois dos personagens do livro são judeus, e o humor ácido do autor, Howard Jacobson, que é judeu, gerou críticas, que afirmavam que sua escrita era um desrespeito à cultura judaica. Mas, ao fazer esta crítica, esqueceram que o humor é uma das grandes características (e qualidades) do povo judeu, e, que se não fosse ela, talvez este povo, perseguido ao longo de séculos, nem existisse mais. Uma obra-prima de humor, compreensão humana e do relacionamento entre amigos. Um romance que deixará marcas na literatura inglesa contemporânea.

 

3 - Culinária Infantil / Receitas

Obra inédita do game mais amado dos últimos tempos, Angry Birds: Livro de Receitas dos Porcos Malvados (V&R Editoras), com texto de Bonnier Kirjat Oy traz receitas saborosas e divertidas, desenvolvidas pelos porcos malvados, usando ovos como ingrediente principal. Melhor livro de culinária para crianças pelo Gourmand World Cookbook Awards 2012, totalmente colorido, ele dá à criançada a oportunidade de colocar a mão na massa, e se deliciar com as receitas que produzir. Práticas e de fácil execução, as receitas ensinam a fazer pratos clássicos e modernos de diferentes partes do mundo, incentivando as crianças, através do jogo, a preparar seus primeiros pratos, e tomar gosto pela gastronomia.

 

Um livro delicioso (em todos os sentidos), altamente criativo, e produtivo, pois, ao mostrar a criançada de que foma ela pode se tornar uma expert na cozinha, presta um tremendo serviço ao desenvolvimento da criatividade e do bom gosto à mesa. Genial, com excelentes ilustrações de Pasi Pitkanen, este é um livro que não pode faltar na estante dos pequenos.

clip_image005

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Outono!

LITERATURA DE CORDEL: A MEMÓRIA DO SERTÃO EM FOLHETOS