Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

Baudelaire

Imagem

Hoje é Dia de quê?

Imagem
Hoje é dia de quê? Creio que Dia de Nada. Ou Dia de Tudo. Sei lá! Agora inventaram Dia em homenagem a qualquer coisa. Quarta-feira passada, 20 de julho, foi Dia do Amigo. Teve o Dia das Mulheres em oito de março. Dia das Mães, no segundo domingo de maio e o dos Pais será comemorado no segundo domingo de agosto. Dia dos Namorados foi em 12 de junho e Dia das Crianças será em 12 de outubro. Treze de maio é Dia dos Negros, data da abolição da escravatura no Brasil, assinatura da Lei Áurea. Em 11 de fevereiro comemora-se (?!), homenageia-se (?!) os Enfermos. Já aos Índios coube a data, instituída pelos caras-pálidas, de 19 de abril. Três de dezembro é o Dia Internacional dos Deficientes Físicos.
Sete de setembro, claro, o Dia da Pátria, data em que Pedro I - dizem, tenho cá minhas dúvidas - teria bradado, espada em riste, sobre um cavalo branco: "Independência ou Morte!" às margens plácidas do Ipiranga. Pela história de vida do digníssimo Imperador, não me parece muito provável…

Aleijadinho, Maial e concursos literários

Imagem
Os profetas Isaías, Jeremias, Baruc e Ezequiel, respectivamente.Fotos: Natália Martins - 2010.

Nascimento de Aleijadinho (1730, Vila Rica/MG):  poesiaprosaConcursos literáriosRegulamento do IV Prêmio Literário Cidade Poesia (até 19/10)LiteraturaPoesiaTemática mensal homens: Lílian Maial


ARROZ, FEIJÃO E FILOSOFIA

Imagem
Filósofo é aquele cara que tem mania de criar conceitos. Gilles Deleuze e Félix Guattari, no livro “O que é a filosofia?”, mostram que filósofo é o amigo do conceito, ou melhor, ele, o próprio filósofo é o conceito em potência. Li pouco de história da filosofia. Lia os filósofos que iam aparecendo em minha vida, acidentalmente. Outros, de meu interesse, corria atrás até encontrar. Embora entenda ser importante a visão orgânica da filosofia, fixei-me com obsessão na teoria do conhecimento, aliás, utilíssima pra quem faz arte e literatura. O estalo, o lux, taí, na relação cognitiva: sujeito x objeto x prisma de análise, os condicionamentos do sujeito cognoscente, etc. Após tanto debater-me no processo do conhecimento, acabei pai de filosofia. Modestíssima a minha, só para o gasto, construída no quintal da casa, a protonathural, que carrego comigo sempre para onde vou e que apesar de séria, é motivo de riso para os outros. Li e confundi vários filósofos ao me…

Félix, Alphonsus e Goethe

Imagem
ANOTAÇÃO Nº 13
O difícil é ser sábio de coração, crescer como um homem. Mesmo porque nas rodas burguesas esta questão de ser adulto traz sempre qualquer coisa de verme.
Anterior a qualquer ato de dovardia ou comércio, o menino pergunta. Seu tempo salta de dentro para fora, e cavalga a longa alma das coisas antes que os amestrados relógios possam aprisioná-lo.
Por isso é que o poeta conversa com o sino das torres, com a nuvem turva ou com o raio de sol ainda atrás dos montes.
                                                     Moacyr Félix
                                                                                          Do livro: Introdução a escombros,                                                                                            Bertand Brasil, 1998, RJ

-----------------------------------------------------------


NO CATETINHO IAli no Catetinho há olhos d'água
bosque em que a sombra como que reluz.
Do Catetinho foi que Juscelino
como o terno Bernardo, imaginou

ao longe uma …

Abismo em construção

Imagem
Lá estão, na labuta, os operários.
E não demora o prédio risca o céu,
para abrigar uns tantos milionários
em tudo tão atentos ao que é seu. Antigos, imutáveis, tais cenários
deixam marcas profundas de um cinzel.
São chagas, cicatrizes. Sinais vários
de que a abolição nunca floresceu. Em breve haverá câmeras, alarme
e grades protetoras do perigo
na falsa sensação de haver abrigo. "O mundo por si só que se desarme"
muitos ali na certa pensarão.
E assim, apaziguados, dormirão.
 Wanderlino Teixeira Leite Netto Do livro: Café pingado, Muiraquitã, 2012, Niteroi/RJ

Buss e Berg

Imagem

Maturidade

Imagem
Já não mais chego dando abraços, também não fumo mais cigarros aos maços nem ando pela noite aos tropeços. Com o tempo aprendi a avaliar melhor os preços.
Economizar a personalidade, multiplicar endereços, desconfiar da cumplicidade.
Desconsidero alegoria e adereços, foco no essencial, o objetivo, já não preciso de motivo ou desculpa, também devolvi toda a culpa, estava azeda...
Já não mais me despeço, meço com muito mais cuidado qualquer distância, principalmente a que me afasta da infância. Se me interesso? Bem menos. Apenas no que me diz respeito. Ainda tropeço, mas não caio, teimosa, ainda sonho com lugares amenos sem trovão ou raio, povoados de peitos abertos e abraços plenos.
Mas se não encontro, não me deprimo, suprimo o que não é luminoso, detenho-me no que pode ser prazeroso afinal esta estrada é breve e o caminho espinhoso. Não mais insisto com nada, porém não mais me dispo, deixando a alma exposta para qualquer olho desconhecido. Agora que já comi mil eras reconheço as feras na…

Cortázar!

Imagem

Beça, Arns e Nietzsche

Imagem

Leminski e Borges

Imagem

Rodolfo Valentino, Vicente Celestino e Menotti del Picchia

Imagem
Três grandes estrelas das artes



Rodolfo Alfonso Raffaello Pierre Filibert Guglielmi di Valentina D'Antonguolla, conhecido como Rudolfo Valentino (6 de maio de 1895 -23 de agosto de 1926) foi um ator italiano radicado nos Estados Unidos. Em 1913 imigrou da Itália para os Estados Unidos, tendo trabalhado como jardineiro e lavador de pratos. Em 1918 fez pequenos papéis em Hollywood. Sua fotogenia e habilidade como dançarino lhe garantiram um lugar no elenco de Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse, em 1921, que o transformou em astro. Morreu em consequência de uma úlcera, aos 31 anos de idade. Oitenta e oito anos de morto.


Antônio Vicente Filipe Celestino (Rio de Janeiro, 12 de setembro de 1894 — São Paulo, 23 de agosto de 1968) foi um dos mais importantes cantores brasileiros do século XX. Quarenta e seis anos de morto.

Menotti del Pichia aos 90 anos de idade

Paulo Menotti Del Picchia (São Paulo, 20 de março de 1892 — São Paulo, 23 de agosto de 1988) foi um poeta, jornalista, tabelião…

Dia do Internauta

Imagem
A data escolhida para homenagear a Internet e seus milhões de usuários é o dia 23 de agosto, mês em que se comemora o surgimento do World Wide Web, o famoso WWW. É em virtude dessas letras que se torna possível o acesso à rede mundial de computadores de forma ágil, simples e eficaz.
No dia 6 de agosto de 1991, na Suíça, que o projeto WWW foi publicado por Tim Berners-Lee, nos laboratórios da CERN (Organização Pan-européia de Pesquisa de Partículas). Por esta razão, o mês de agosto marca a estreia da web como um serviço publicado na Internet. Esta criação permitiu que qualquer usuário pudesse utilizar a rede de comunicação mundial Internet, interconectando todos os documentos digitalizados do planeta, tornando-os acessíveis em qualquer lugar do globo. Trata-se, provavelmente, da maior revolução na história da escrita desde Gutenberg e a invenção da imprensa.
Porém, foi o dia 23 de agosto que ficou conhecido mundialmente logo depois que uma imensa passeata, com o objetivo de celebrar impo…

Dia do Folclore

Imagem

Seixas, Coutinho, Shirassu e Eagleton

Imagem

Cora Coralina!

Imagem