Coluna de Marli Berg em Blocos


BEBÊ GOURMET: COMER BEM E COM PRAZER DESDE O INÍCIO DA VIDA
Um assunto interessantíssimo, e pouco debatido, é a nutrição infantil. Afinal, se perguntam as mães, do que gostam os bebês?  Como agradá-los, fornecendo-lhes, ao mesmo tempo, todos os nutrientes que precisam para crescer saudáveis? A trajetória da autora, Jenny Carenco, em busca destas respostas,  começou, quando sua licença-maternidade estava terminando,  e sua filha descobria os primeiros purês de legumes. A primeira opção de Jenny foi comprar papinhas prontas, que são práticas e rápidas, mas logo se decepcionou ao conferir os rótulos dos produtos. Ela constatou, que uma papinha de vagem, por exemplo, continha apenas 40% de legumes, sendo que os outros 60%, eram formados por batatas, ricas em amido, leite reconstituído, óleos, sal e vitaminas  sintéticas. Nada, enfim, que pudesse satisfazer
uma mãe preocupada com a boa nutrição da filha.

Jenny começou, então, a desenvolver receitas novas, feitas em casa, com ingredientes frescos, e muito amor, com o objetivo de passar, à sua filha, o prazer de comer. Em parceria com o pediatra endocrinologista Jean Lalau Keraly, especializado em nutrição infantil, ela escreveu um livro genial,Bebê Gourmet – 100 receitas saudáveis da culinária francesa para alegrar o seu bebê (V&R Editores) onde dá receitas saborosas, para acompanhar os pequenos a partir de quatro meses, sendo que as feitas para crianças a partir de três anos,
podem ser saboreadas por toda a família.

O médico e escritor inglês Jed Mercurio, escolheu um emblemático personagem americano para protagonista de seu romance O Adúltero Americano (Record): o ex-presidente John F. Kennedy. Jed disseca mecanismos psíquicos que fizeram,  do popular presidente, um mulherengo compulsivo. Como o próprio Kennedy confidenciou a Harold McMillan, primeiro-ministro britânico, se passava mais de três dias sem companhia feminina, tinha graves crises de dor de cabeça. Através da ficção, o autor penetra, com profundidade, neste terreno pantanoso, que atraiu tantos biógrafos e ficcionistas do 35º. Presidente dos EUA. A comovente história de um homem atormentado, não apenas por uma paralisante dor nas costas, mas também obrigado a lidar com inúmeros outros problemas, de interesse nacional, é o tema deste romance, que mostra a dificuldade de entender um homem que tinha o destino da maior nação do mundo em suas mãos, e, mesmo assim, via no sexo uma libertação.



2 - Ficção Italiana/ Romance
Com mais de 500 mil exemplares vendidos no currículo, a escritora italiana Federica Bosco, apresenta ao  público brasileiroO Amor Não é Para Mim (Bertrand Brasil)novo e divertido capítulo na vida da protagonista Monica, que, neste  livro, está de partida para a Escócia, onde o namorado, Edgar a espera. Seus sonhos mais acalentados estão prestes a se realizar: ela vai viver com o homem que ama, seu livro será publicado, e a perspectiva de uma nova carreira a deixa bastante animada.
Mas, de repente, os sonhos começam a rolar ladeira abaixo, já que a realidade nem sempre corresponde a nossos anseios mais secretos. E, quando Monica percebe que a cidade onde vai morar não é, digamos, exatamente a de seus sonhos, que o emprego no jornal não é emocionante como parecia,e pequenos defeitos de Edgar começam a incomodar, além do relacionamento nada tranquilo com a sogra, ela cai na real Será que Mônica conseguirá encontrar o equilíbrio e a felicidade? Irreverente, irônico, divertido, o romance aborda, de forma comovente, os sentimentos e desejos de jovens mulheres, que adoram sonhar mas, são suficientemente inteligentes para perceber que, para ser feliz, é preciso, antes de tudo, colocar o pé na realidade. Leitura adorável.



3 - Literatura Americana / Horror / Fantasia

Em Outros Reinos (Bertrand Brasil) recém-lançado no Brasil, o protagonista, Alex White, que adotou, como escritor, o pseudônimo Andrew Black, resolve contar uma história que beirou o surreal, e aconteceu há 64 anos, mudando sua vida para sempre. Os acontecimentos contidos neste relato autobiográfico, escrito pelo protagonista da trama, tem enredo extraordinário, criatividade,  nonsense,  e personagens complexos.Embora a trama seja fantástica, Matheson consegue fazer com que tudo pareça verdade, transformando o romance numa experiência única, cheia de amor e tragédia. Considerado, por muitos, como escritor mais elaborado que Stephen King, Matheson, ao morrer, no ano passado, nos deixou um legado literário precioso, do qual constam títulos como Eu Sou a Lenda, Em Algum Lugar do Passado Amor Além da Vida, entre outros. Um grande romance, que merece ser degustado e apreciado como saborosíssimo vinho.
Primeiro livro de contos do professor, crítico literário, e tradutor paulistano Wilson Alves Bezerra, Histórias Zóofilas e Outras Atrocidades(Oitava Rima EdUFSCar) reúne, em quatro partes, dezenove contos de atmosfera muitas vezes insólita, fazendo uso de uma linguagem que se aproxima, por vezes, da poesia, e confronta seus personagens a situações limite.

Temas como sexo, morte, amor e alucinação são expostos neste relatos, que se desenvolvem em paisagens ermas.  Escritas num estilo elegante, as histórias são independentes, mas têm uma ligação temática e abordam questões religiosas, sobrenaturais e cotidianas, tendo um pano de fundo realista, mas impregnadas do fantástico. Tradutor de Horacio Quiroga e de Luis Gusmán, Wilson foi finalista do prêmio Jabuti, na categoria melhor tradução literária espanhol-português. Dono de um estilo elegante, Wilson se apresenta, neste livro, como grande contista, pronto a se igualar a outros grandes nomes de nossa literatura. Um belo livro, que dá prazer de ler, e material para refletir.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia de Reis, desmonte da árvore, romã...

Falecimento Hilda Hilst (2004, Campinas/SP)

FEIRA LITERÁRIA DE ASSIS/SP