Quase divina comédia

 

Caminho na contramão
desço ao inferno
perdida no perdido
na selva de pedra escura
mergulho na solidão
e tudo me pesa.

Meus ombros já não suportam
as dores do mundo.
Encontros…desencontros…
e apesar de tudo
entre os caminhos
escolho o mais estreito
os mais tortuosos
e sigo, vislumbrando
do mais fundo do poço
o clarão do olhar mais justo que me alcança
as mãos brandas em forma de pássaro
a me socorrer.

Vislumbro o clarão onde faz morada
o coração justo
e penso: será o poeta Virgilio?
Ele também mergulhou na selva escura,
se deparou com o espírito do amor
e encontrou o seu caminho rumo à colina
sem culpa, sem dor.

 

Nordeste do Brasil, 21 de setembro de 2014

Graça Graúna

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia de Reis, desmonte da árvore, romã...

Falecimento Hilda Hilst (2004, Campinas/SP)