Amor de passista

 

passista

 

E você nunca soube o
Frêmito
Em mim de sua mão

Mas era a carne em vão
Era Carnaval

                          Adriane Garcia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Outono!

LITERATURA DE CORDEL: A MEMÓRIA DO SERTÃO EM FOLHETOS