Nascimento do grande poeta Lyad de Almeida

Lyad Sebastião de Almeida, Niterói 22/01/1922 - 5/10/2000. Magistrado (Juiz da 3º Turma do TRT da 1ª Região), poeta, diversos livros publicados (de Direito, de teatro, de roteiro de cinema), inclusive antologias poéticas. Dedicou-se ao haicai, à thanka, à trova. Entre seus livros de poesia constam: "Creio" (1945), "Thankas e Haikais" (1961), "Trovas" (1962), Novas Thankas e Haikais (1964), Thankas e Haikais selecionados (1974)m Haikais (1981), "Horas de Deus e de Satã" (1992). Também organizou diversas antologias de poetas fluminenses.

Haicais

Diz a bomba
à super bomba de nêutron.
— "Enfim! Enfim, sós..."

Reparto meu pão,
E ainda me recriminam:
— "Guardou a manteiga!"


À beira da estrada,
a cruz de madeira, rústica,
reverdece em ramos.


Morreu a velha árvore...
Ressurreição! Dos seus troncos
foram feitos berços...

Em terreno limpo
plantei sementes de amor.
Surgiram as pragas...


"É noite!" "É dia!"
E, assim, pelas campinas,
brincam pirilampos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Outono!

LITERATURA DE CORDEL: A MEMÓRIA DO SERTÃO EM FOLHETOS