Falecimento do escritor Bartolomeu Campos de Queirós

 

Nesta segunda-feira (16), morreu em Belo Horizonte o escritor Bartolomeu Campos de Queirós, aos 66 anos, vítima de insuficiência renal. O mineiro estava internado no Hospital Felício Rocho. Bartolomeu Campos de Queirós é autor de vários livros infanto-juvenis e peças teatrais. Seu primeiro romance, O peixe e o pássaro, foi publicado em 1974. (Terra)

Bartolomeu Campos de Queirós foi muito mais do que um escritor. Nascido em 1944, viveu a infância em Papagaio (MG). Com mais de 40 livros publicados (alguns deles traduzidos para inglês, espanhol e dinamarquês), formou-se em educação e artes, e criou-se como humanista. Estudioso da filosofia e da estética, utilizou a arte como parte integrante do processo educativo. Cursou o Instituto de Pedagogia em Paris e participou de importantes projetos de leitura no Brasil como o ProLer e o Biblioteca Nacional, dando conferências e seminários para professores de leitura e literatura. Foi presidente da Fundação Clóvis Salgado/ Palácio das Artes e membro do Conselho Estadual de Cultura, ambos em Minas Gerais, sendo também muito convidado para participar de júris e comissões de salões, além de curadorias e museografias.
Idealizou o Movimento por um Brasil Literário, do qual participava ativamente. Por suas realizações, Bartolomeu colecionou medalhas: Chevalier de l’Ordre des Arts et des Lettres (França), Medalha Rosa Branca (Cuba), Grande Medalha da Inconfidência Mineira e Medalha Santos Dumont (Governo do Estado de Minas Gerais). Recebeu, ainda, láureas literárias importantes, como Grande Prêmio da Crítica em Literatura Infantil/Juvenil pela APCA, Jabuti, FNLIJ e Academia Brasileira de Letras. Faleceu em 16 de janeiro de 2012. (Cosacnaif)

 

Noite de Sertão

Vermelho Amargo

 

 

Referências de notícias:

http://editora.cosacnaify.com.br/Autor/1310/Bartolomeu-Campos-de-Queir%C3%B3s.aspx

http://diversao.terra.com.br/gente/noticias/0,,OI5560426-EI13419,00-Morre+escritor+Bartolomeu+Campos+de+Queiros+em+Belo+Horizonte.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Outono!

LITERATURA DE CORDEL: A MEMÓRIA DO SERTÃO EM FOLHETOS