Hércules e os Estábulos do rei Augias

 

Zeus teve Hércules com a mortal Alcmena. Hera, esposa legítima do Senhor do Olimpo, perseguiu Hércules desde a infância, inclusive enviou serpentes para matá-lo quando bebê, mas Hércules as estrangulou. Quando Hércules já estava adulto, Hera enviou uma das Fúriaspara provocá-lo com uma loucura, o que fez com que ele matasse a própria mulher e os filhos. Seguindo os conselhos do Oráculo de Delfos, ele serviu ao primo Euristeu a fim de se purificar do crime. O rei era simpatizante de Hera e impôs trabalhos mortais a Hércules.

Primeiro Hércules enfrentou poderosos monstros, como o Leão de Nemeia e a Hidra de Lerna. Depois caçou e levou viva para Euristeu a Corça Cerinia, consagrada à deusa Ártemis. O próximo monstro foi o terrível Javali que se escondia no Monte Erimanto. Outro perigoso trabalho foi se livrar das aves antropófagas do lago de Estinfalo, próximo a uma floresta escura da Arcádia.

No sexto trabalho, Hércules teve de limpar os estábulos do rei de Élis, cidade próxima a Micenas. Augias recebeu do pai Hélio maravilhosos estábulos cheios de animais magníficos, mas não se preocupava em cuidar da área, deixando acumular montes de esterco ao longo dos anos. A sujeira deu origem a altas torres que ninguém poderia deslocar. Nem mesmo se todos os habitantes da cidade trabalhassem durante anos o local ficaria livre da imundície.

Hércules examinou o local do topo de um terreno e avistou dois rios. Por coincidência, o estábulo de Augias ficava no meio deles. Antes de realizar a tarefa, ele combinou com o rei que ganharia um décimo do rebanho e limparia tudo em um só dia. O herói atirou pedras e terra na água e construiu diques para desviar os cursos dos rios Alfeu e Peneu. As águas desviadas invadiram os estábulos e limparam toda a sujeira acumulada. Depois os diques foram retirados e os cursos retornaram ao local de origem.

Augias se recusou a efetuar o combinado e Hércules pediu o testemunho de Fileu, filho de Augias, que confirmou o trato, mas o rei expulsou Hércules e o próprio filho. Hércules juntou voluntários e organizou um exército contra Augias, mas o rei saiu vitorioso. Tempos depois, numa segunda tentativa, Hércules derrotou o rei, matou-o e colocou Fileu no trono. Hércules teria fundado os Jogos Olímpicos na Élida por conta dessa vitória.

Hércules enfrentou outros seis Trabalhos, bem mais difíceis que os seis primeiros, mas todos necessários para que ele se purificasse e reparasse seu erro, renascendo como um novo homem. Os romanos o chamaram de Hércules mas, como neto de Alceu, Hércules era chamado na Grécia de Alcides, até a realização de todos os Doze trabalhos. Após o término das provas, ele se tornaria Héracles, a glória de Hera ”, e estaria pronto para usufruir a imortalidade entre os deuses do Olimpo.

Solange Firmino

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia de Reis, desmonte da árvore, romã...

Outono!