Passagens, poesia, prosa, abaixo-assinado e Marli Berg

 

 

Falecimento de Juvenal Galeno (1931, Fortaleza/CE)

Literatura

Poesia

 Temática artes irmãs: Salgado Maranhão

 Temática Vida!: Pedro Maciel

Prosa

 Coluna de Marli Berg: "Livros em Blocos"

 Temática mensal: poesia/poeta, Octávio Paz

Site de Leila Míccolis

 Coluna quinzenal de Vânia Moreira Diniz

 Cachorrada: foto de Luka, um cachorrinho superstar

 Abaixo-assinado para criação de hospitais veterinários públicos, assine e divulgue

 

1. Mulher na História/ Biografia

Uma mulher fascinante, um ícone do século XVIII, a inglesa Georgiana, Duquesa de Devonshire, foi patronesse das artes, romancista e escritora, cientista amadora e musicista, além de ter atuado com força no mundo político.

Em Georgiana, Duquesa de Devonshire (Objetiva) da autora inglesa Amanda Foreman, entramos em contato com uma mulher fascinante, que amava homens e mulheres, e viveu um ménage a trois com o marido e a melhor amiga, lady Elizabeth Foster (também amante do Duque), sendo que, em meio a esta relação erótica a três,  ambas tiveram filhos, com o duque e outros homens. Só a vida amorosa de Georgiana já a tornaria extremamente moderna para sua época, uma mulher a frente de seu tempo, mas, na verdade, ela se sentia imensamente frustrada pelas restrições que impunham às mulheres no século XVIII. Ao  criar sua própria identidade, impondo-se no mundo como ser independente, Georgiana acabou se tornando uma figura relevante para  as mulheres contemporâneas, e deixando um lindo exemplo de luta política, intelectual e, principalmente, de liberdade amorosa. Georgiana, um  eterno ícone feminino, numa excelente biografia.

2 - Mulher na Bíblia / Contos

Um feito da imaginação da autora inglesa R.M. Lamming, Vozes do Éden (Bertrand Brasil) retrata, em primeira pessoa, momentos cruciais de sete fortes personagens bíblicas femininas – do Gênesis, do Êxodo e dos Evangelhos – com clareza e paixão. Eva, nossa mãe, a filha do faraó que resgata Moisés das águas do Nilo  e o cria como filho, Cláudia, esposa de Pôncio Pilatos, que tenta impedir seu marido de condenar um homem chamado Jesus à morte, são  figuras deste livro de contos interessantíssimo, que traz ainda Sara, mulher de Abraão, Agar, a escrava que com ele tem o filho Ismael, que dá origem ao povo árabe, Marta, grande figura do Evangelho e a mulher de Jó.

A descrição que a autora faz da amargura destas mulheres é magistral, e mostra, com clareza, como estas figuras atormentadas se rebelam contra a Divina Providência. Um verdadeiro romance épico, com histórias inesquecíveis de mulheres fortíssimas, que atravessam a história há muitos  milênios, e que, apesar de serem grandiosas e emblemáticas, jamais deixaram seus homens de lado. Afinal, sabemos todas, desde tempos imemoriais que a coisa mais importante da existência é nossa convivência com este delicioso sexo oposto, o homem, que nos dá prazer físico, companhia, proteção e, quando é realmente maravilhoso, cumplicidade. Mulheres bíblicas maravilhosas, eternas e poderosas.


3 - Mulheres na Literatura / Romance Português

Diário de Tua Ausência (Bertrand Brasil), da escritora, professora e jornalista portuguesa Margarida Rebelo Pinto, é a história de amor entre uma mulher e um estrangeiro, que, numa situação improvável, se encontram somente para terem de se afastar. O livro é uma longa carta, comovente e sincera, um desabafo escrito por uma mulher abandonada, que não se conforma com a situação, e nunca vai desistir de amar, pois nada será mais importante, em sua vida, que o amor.

A narrativa é profundamente feminina e romântica, afirma a fé total no amor, e cria,  com este belíssimo livro, um verdadeiro hino ao amor, que os homens deveriam cantar se quisessem ter uma vida afetiva plena como a que nós, mulheres, modéstia a parte, costumamos viver .Margarida Rebelo Pinto honra a tradição lusa de ser uma das melhores literaturas do mundo, e com seu texto enxuto, elegante, visceral e apaixonado, dá a nós, mulheres, uma aula de como deve ser o verdadeiro amor, que nos impulsiona a gerar novos seres, e continuar a construção do mundo. Um romance e uma escritora que envaidecem e orgulham o sexo feminino.

4 - Mulheres na Ciência/ Biologia/ Meio-Ambiente

Sob o Mar-Vento (Gaia)  foi o livro de estréia da bióloga norte-americana Rachel Carson, e assinalou o surgimento de uma das mais refinadas autoridades do século XX na área científica. Editado em 1941, em plena Segunda Guerra Mundial, seu livro não teve a acolhida merecida na época, mas ressurgiu com toda força, levando o ex-vice-presidente norte-americano Al Gore, conhecido ativista na área ambiental, a afirmar que foi Rachel Carson uma das razões que o levou a tomar tanta consciência do meio ambiente.

O livro descreve, com precisão, o comportamento de peixes e aves marinhas, num estilo que mistura  jornalismo e  literatura, e, além de altamente informativo, é cativante, tendo se transformado em best-seller. Carson morreu aos 56 anos, em 1964, deixando quatro livros, sendo que um deles, Primavera Silenciosa (também publicado pela Gaia) foi considerado, em 2000, pela Escola de Jornalismo de Nova Iorque, como uma das maiores reportagens investigativas do século XX. Em dezembro de 2006, o jornal britânico The Guardian conferiu a ela o primeiro lugar na lista das cem pessos que mais contribuíram     para a defesa do meio-ambiente de todos os tempos. Uma mulher fantástica, inspiradora, que merece o lugar de honra que ganhou na ciência e na vida.

5 - Mulheres no Crime/ Romance Americano

Mulher incrível, a tenente Eve Dallas é linda, encara qualquer criminoso e, como se tudo isto não bastasse, é casada com o milionário e gatésimo Roarke, um homem fascinante, que toda mulher gostaria de chamar de seu. Onde encontrá-la? Nas páginas da série policial mais Cult do momento, a Série Mortal, da qual é protagonista,  já no décimo oitavo volume, Dilema Mortal (Bertrand Brasil), que acaba de chegar às livrarias.

Neste romance, tenso e vibrante, Eve precisa lidar com um caso de duplo homicídio, em que nem tudo é o que parece, e mostra que, além de todas as qualidades já mencionadas, é profundamente inteligente na hora de traçar suas estratégias. Escrita por Nora Roberts —   sob o pseudônimo J. D. Robb —   uma escritora que é, também, uma mulher de fibra e altamente vitoriosa, já que escreveu quase duzentos romances, dos quais cem foram parar na lista de Best-sellers do New York Times, um verdadeiro recorde. Com mais de 280 milhões de exemplares vendidos em diversos países, Nora é, hoje, a mais festejada autora de ficção em todo o mundo. Duas mulheres incríveis – autora e personagem – que devem ser festejadas, homenageadas e, se possível, imitadas, no Dia Internacional da Mulher.

Feliz Dia para todas nós!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia de Reis, desmonte da árvore, romã...

Outono!