Semana da criança!

 

SEGREDO: PSIU!

No terreiro não tem brinquedo,
Só terra, mato mirrado.
Crianças
Amassam o barro,
Amassam o barro.
Bolo de chocolate,
Eu faço!
Me dá um pedaço?
Aqui tem um quindim.
Quero pra mim!
E brigadeiro, também?
É claro que tem!

Crianças
Montam a festa
Ruidosa e saborosa.
É aniversário de alguém?
De todos, de qualquer um,
De ninguém.
Enfeites de mato.
Comidas de barro
Não dá para comer.
Isso é fato.
Mas iamais vou esquecer
Em minha vida inteira:
O cheiro de terra, mato,
E amizade verdadeira.

Eis meu segredo:
Minha alma é terreiro,
Onde “argamasso” barreiras
Não acumulo brinquedos
E sim brincadeiras .

        Cristina Helena de Souza Rocha

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Outono!

LITERATURA DE CORDEL: A MEMÓRIA DO SERTÃO EM FOLHETOS