Liane dos Santos


MINHA VIDA PEQUENINA

Minha vida pequenina
não tem grandes dramas
nem grandes prêmios,
tragédias ou heroínas.

É divertida, mas minimalista.

Tem o básico de viver e de sonhar.
O cenário é todo emprestado
no palco onde transcorre
meu ato de representar.
De meu mesmo quase nada:
talvez a paixão e o humor
que me marcaram desde a estreia.
Minha vida pequenina é muito simples.
Mas a plateia, meu Deus, a plateia.
(do livro O exercício das pequenas delicadezas)

image
        (foto: Ana Crisitna Bernardes, 2013)



Natural de Itajaí (SC), Liane (Orzechowsky) dos Santos nasceu em 24 de julho de 1953. Morou em Porto Alegre de 1972 a 1980. Em 1976 conheceu Mario Quintana com quem manteve grande amizade até a morte deste em 1994. É dele o prefácio de Primeiro Ato, livro de estreia lançado em 1977. Formada em Jornalismo pela PUC-RS, após trabalhar nos jornais gaúchos Folha da Manhã e Folha da Tarde, transferiu-se para o Rio de Janeiro em 1980, onde reside até hoje. É formada também em Cinema e pós-graduada em Marketing. Leia mais em seu blog: http://lianedossantos.blogspot.com


Comentários

Kryka Pujol disse…
Esse poema faz parte de uma grande história!
Obrigada Liane, por ter cruzado o meu caminho!
Que possamos, em 2014, exercer as pequenas delicadezas!
Que lindo, amiga! E de que é feita a felicidade, senão de pequenas e singelas experiência?! Que tenhamos sempre o privilégio do quase nada para sermos felizes sempre! Parabéns!

Postagens mais visitadas deste blog

Outono!

LITERATURA DE CORDEL: A MEMÓRIA DO SERTÃO EM FOLHETOS