Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2014

Saint-Exupéry, o grande pequeno príncipe!

Imagem
Antoine de Saint-Exupéry



O Pequeno Príncipe

Apaixonado desde a infância pela mecânica começou por estudar no colégio jesuíta de Notre-Dame de Saint-Croix, em Mans, de 1909 a 1914. Neste ano da Primeira Guerra Mundial, juntamente com seu irmão François, transfere-se para o colégio dos Maristas, em Friburgo, na Suíça, onde permanece até 1917. Quatro anos mais tarde, em abril de 1921, Antoine inicia o serviço militar no 2º Regimento de Aviação de Estrasburgo, depois de reprovado nos exames para admissão da Escola Naval. Em 17 de junho, obtém em Rabat, para onde fora mandado, o brevê de piloto civil. No ano seguinte, 1922, já é piloto militar brevetado, com o posto de subtenente da reserva. Em 1926, recomendado por amigo, o Abade Sudour, é admitido na Sociedade Latécoère de Aviação (depois conhecida como Aéropostale), onde começa então sua carreira como piloto de linha, voando entre Toulouse, Casablanca e Dacar, na mesma equipa dos pioneiros Vacher, Mermoz, Guillaumet e outros. Foi por es…

dos meus avós paternos

Imagem
De meu avô paterno não me lembro,
morreu eu ainda era de colo.
Minha avó, um encanto:
tinha nariz e orelhas grandes
e usava no alto da cabeça um coque
— cabelo algodoado.
Aos 85 ainda ordenhava o gado,
cultivava hortaliças e flores. Morreu no inverno. Entre suas mãos, levou uma flor-de-maio
que teimosa sobreviveu pálida, ao frio de junho. Foi o modo da natureza
reclamar sua ausência.
                 Urhacy Faustino
Do livro: "Sonhos e Confiscos", Blocos, 1997, RJ

Quintana e Leminski

Imagem

Homenagens a Ariano Suassuna: José Nêumanne e Clovis Campelo

Imagem
Link para esta imagem: http://zip.net/bln5tL - Clique aqui para ir para a página Ariano Vilar Suassuna (Parahyba - atual João Pessoa, 16 de junho de 1927 — Recife, 23 de julho de 2014) foi um dramaturgo, romancista, ensaísta e poeta brasileiro.
Idealizador do Movimento Armorial e autor de obras como Auto da Compadecida e O Romance d'A Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta, foi um preeminente defensor da cultura do Nordeste do Brasil.
Foi secretário de Cultura de Pernambuco (1994-1998) e secretário de Assessoria do governador Eduardo Campos até abril de 2014.



O palhaço que foi aula e espetáculo
Certa vez, Ariano Suassuna foi ao Palácio da Redenção, sede do governo da Paraíba, na Praça João Pessoa, no centro da capital, batizada com o nome do maior inimigo de seu pai, João Suassuna. Lá foi barrado à entrada por um guarda instruído para não permitir que alguém adentrasse o recinto sem gravata. De camisa, calça e paletó de linho, como de hábito, o autor de O auto da com…

Coluna de Marli Berg em Blocos

Imagem
OS DELICIOSOS LIVROS QUE CHEGAM JUNTO COM O FRIO Um inverno ameno, mas frio o suficiente para ficarmos estendidos na cama, ou no sofá, lendo um bom livro. A boa notícia é que as estantes das livrarias estão repletas de bons lançamentos, para leitores de todos os gostos e idades, e Livros em Blocos selecionou alguns para você. Confira os títulos, e depois, dê sua opinião sobre nossas escolhas. Sempre é bom lembrar que adoramos receber sugestões. Vamos aos livros. 1 - Ficção Inglesa / Romance A inglesa Nell Leysohn é romancista e escritora, já  foi indicada a importantes prêmios literários, e tem grande repercussão na mídia inglesa e norte-americana.A Cor do Leite (Bertrand Brasil), que acaba de ser lançado entre nós,  nos oferece uma história sensível, de superação e coragem, contada pela protagonista Mary, a quarta filha de um homem severo, cuja única preocupação é o lucro que obterá com suas plantações. Em 1831, Mary tem 15 anos e decide escrever sua própria história. Ela tem a tez bran…

Poesia de domingo

Imagem
Fuga do centauro 

Surpreendi-a numa gruta,
O corpo fosforescente
Como uma Santa! Porém,
Rindo, quase com desdém,
Do meu êxtase inocente,
Toda nua e transparente,
Sob o véu, numa impudente
Postura de prostituta.

Receoso, tentei fugir.
Ela pegou-me das crinas,
Em minhas costas montou
E meus flancos esporeou.
Quis domar-me com mãos finas.
Ah, que tu não me dominas!
Logo aflaram-me as narinas
E comecei a nitrir...

Fui beijá-la e dei dentadas.
Havia sangue em seu gosto.
Espanquei-a com carícias,
Massacrei-a de delícias.
Arrastei-lhe o corpo exposto,
Nua, o gesto decomposto,
E pus-lhe as patas no rosto.
— Ela dava gargalhadas.

Estatelada no chão
Saía dela um calor
De forno, que a consumia,
Um hálito de agonia
E de esquálido suor.
E vendo-a perder a cor,
Sentia nela o sabor
De toda carne: extinção.

Afinal me libertei
Do seu espantoso abraço
E larguei-a quase morta,
Esvaída, a boca torta,
As mãos hirtas, o olhar baço.
Afastei-me, firme o passo,
Respirando um novo espaço,
Vitorioso como um rei.

Ela ergueu-se e de mãos postas
Pediu-me,…

Morre no Rio o astrônomo carioca Ronaldo Mourão

Imagem
Pesquisador tinha 79 anos e estava internado no Quinta D'Or. Suas pesquisas são destaque no campo das estrelas duplas.


Morreu na noite desta sexta-feira (25), aos 79 anos, o astrônomo carioca Ronaldo Mourão. Ele estava internado no Quinta D’Or, em São Cristóvão, Zona Oeste do Rio. As causas da morte ainda não foram divulgadas. Ronaldo Rogério de Freitas Mourão foi um dos mais importantes astrônomos no Brasil. As suas principais contribuições astronômicas foram efetuadas no campo das estrelas duplas, asteróides, cometas e estudos das técnicas de astrometria fotográfica.

Mourão ingressou na Universidade do Estado da Guanabara (atual UERJ) em 1956 e diplomou-se em Física quatro anos depois. No mesmo ano em que ingressou na universidade foi nomeado auxiliar de Astrônomo do Observatório Nacional. Logo no início de suas atividades ele editou suas observações do planeta Marte feitas antes mesmo de sua admissão. Algumas delas foram reproduzidas em revistas estrangeiras importantes da astronom…

Hoje é dia dos avós

Imagem
Parabéns a todos os avós. Que tenham paz e a solidariedade e o amor de suas famílias e amigos!


Muito Macho na Cozinha - Rubens Shirassu Jr.

Imagem
A cozinha hoje, é um anexo da sala e não mais o esconderijo dos escravos             Vivemos em pleno universo das transformações na moda, nos costumes e consumo. Começaram a mudar com os novos “sujeitos” da culinária (homens principalmente) e a transformação da cozinha em parte nobre da casa. Uma evolução cultural ou nova sedução pelo paladar? Pela falta de emprego e outros problemas sociais que enfrentamos, surge uma figura polêmica no universo machista brasileiro: o homem doméstico. Qual seria a reação do personagem Leonardo, interpretado por Jackson Antunes, na novela A Favorita de João Emanuel Carneiro, se perdesse o emprego na fábrica. Um tipo grotesco, machista ao extremo e reacionário, um pai omisso e um marido execrável, que trata a mulher Catarina, como empregada e objeto.             Como muitos, a sua mulher teria que assumir os compromissos com a casa e os filhos. Você sente uma mistura de complexo de inferioridade com doses de frio, que lembra medo e insegurança. Um homem …

Dia Nacional do Escritor

A poesia de Marcelo Mourão e a prosa de Rogel Samuel no dia do Escritor


VIDA PRÓPRIA para Laura Esteves
a poesia não é ilha
nem terra prometida
é talvez vã tentativa
de caber não em si mesma
mas em quem a visita a poesia não quer nada
a não ser casa, comida
e palavra lavrada
quer quem a beba de vez
e não só por partes a poesia é cativa
de sua própria liberdade
Marcelo Mourão

.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.x.

A MORTE SÚBITA DE AUGUSTO FREDERICO SCHMIDT
No Soneto XLIX, escreveu ele: Morrer, Senhor, de súbito, não quero!
Morrer como quem parte lentamente
Vendo o mundo perder-se pouco a pouco
E com o mundo as imagens da memória.

Morrer sabendo próxima e implacável
A hora de deixar o doce efêmero.
Morrer o olhar voltado para a altura
Para a Face de Deus, ardente e pura.

Morrer como quem vai se despedindo
A fixar as paisagens mais antigas
E os seres mais longínquos, já partidos.

Morrer levando a vida já vivida!
Morrer maduro, e não qual fruto verde
Por violência dos galhos arrancados. Eu já escrevi sobre a sua…

Morre no Rio o escritor e acadêmico João Ubaldo Ribeiro, aos 73 anos

Imagem
1941-2014 - (Foto: Flávio Moraes/G1) Jornalista foi vítima de embolia pulmonar na madrugada desta sexta (18). João Ubaldo era o 7º ocupante da cadeira número 34 da ABL.
O escritor era o 7º ocupante da cadeira número 34 da Academia Brasileira de Letras. Ele foi eleito em 7 de outubro de 1993, na sucessão de Carlos Castello Branco. João Ubaldo Ribeiro ganhou em 2008 o Prêmio Camões, o mais importante da literatura em língua portuguesa. Ele é autor de livros como “Sargento Getúlio”, “O sorriso dos lagartos”, “A casa dos budas ditosos” e “Viva o povo brasileiro”. Também ganhou dois prêmios Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, em 1972 e 1984, respectivamente para o melhor autor e melhor romance do ano, por ‘Sargento Getúlio’ e ‘Viva o povo brasileiro". Nascido em Itaparica (BA), Ribeiro viveu até os 11 anos com a família em Sergipe, onde o pai era professor e político. Passou um ano em Lisboa e um ano no Rio para, em seguida, se estabelecer em Itaparica, onde viveu aproximadamente …

Crônica de Raquel Naveira

Imagem
Chá


Louças de porcelana, xícaras e pratos decorados com desenhos de pássaros O chá é a bebida mais consumida do mundo. A infusão mágica feita com raízes, ervas, frutas e água quente, que, ao mesmo tempo, ativa o metabolismo e acalma os nervos. O primeiro parágrafo do romance "Retrato de uma Senhora", de Henry James, descreve uma cena típica inglesa: uma casa com fachada de tijolos vermelhos à beira do rio Tâmisa; um gramado verde entre carvalhos e faias; a mesa posta para o chá. Comenta o autor: “Há poucas horas na vida mais agradáveis do que aquela dedicada à cerimônia conhecida como chá da tarde... Das cinco às oito horas é, em certas ocasiões, uma pequena eternidade, mas numa ocasião como esta, o intervalo só podia ser uma eternidade de prazer.” E daí para frente as personagens nos são apresentadas entre sorvos de chá de jasmim e pimenta preta, acompanhado de geleias e confeitos de mel e limão. Há também um olhar especial sobre o aparelho de chá: as louças de porcelana, xícara…