Brecht e Florbela

Nascimento de Bertold Brecht (1898, Alemanha )


    A TROCA DO PNEU
Estou sentado de costas para a vala.
O motorista troca o pneu.
Não amo o país de onde venho
Não amo o país para onde vou.
Por que olho a troca do pneu
Com impaciência?

Bertold Brecht

.....................



Poesia
Temática saudade: Florbela Espanca (Portugal)
Saudade
És a filha dileta da noss'alma
Da noss'alma de sonho e de tristeza
Andas de roxo sempre, sempre calma
Doce filha da gente portuguesa!
Em toda a terra do meu Portugal
Te sinto e vejo, toda suavidade
Como nas folhas tristes dum missal
Se sente Deus! E tu és Deus, saudade!…
Andas nos olhos negros, magoados
Das frescas raparigas, namorados
Conhecem-te também, meu doce ralo!
Também te trago n'alma dentro em mim,
E trazendo-te sempre, sempre assim,
É bem a pátria qu'rida que eu embalo!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Outono!

LITERATURA DE CORDEL: A MEMÓRIA DO SERTÃO EM FOLHETOS