Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

Chá das Cinco

Imagem
A Jorge Amadochá de poejo para o teu desejo
chá de alfavaca já que a carne é fraca
chá de poaia e rabo de saia
chá de erva-cidreira se ela for solteira
chá de beldroega se ela foge e nega
chá de panela para as coisas dela
chá de alecrim se ela for ruim
chá de losna se ela late ou rosna
chá de abacate se ela rosna e late
chá de sabugueiro para ser ligeiro
chá de funcho quando houver carunhco
chá de trepadeira para a noite inteira
chá de boldo se ela pedir soldo
chá de confrei se ela for de lei
chá de macela se não for donzela
chá de alho para um ato falho
chá de bico quando houver fuxico
chá de sumiço quando houver enguiço
chá de estrada se ela for casada
chá de marmelo quando houver duelo
chá de douradinha se ela for gordinha
chá de fedegoso pra mijar gostoso
chá de cadeira para a vez primeira
chá de jalapa quando for no tapa
chá de catuaba quando não se acaba
chá de jurema se exigir poema
chá de hortelã e até manhã
chá de erva-doce e acabou-se (pelo sim pelo não
chá de barbatimão)

Aniversários: chegadas e partidas

Aniversário de Gilberto Mendonça Teles (Bela Vista de Goiás/GO) Falecimento de Chico Xavier (2002, Uberaba/MG):
     "A vida, como a fizeres, estará contigo em qualquer parte" - Chico Xavier

São Pedro!

Imagem

Raul Seixas

Guimarães Rosa!

Cineasta e roteirista Nora Ephron morre aos 71 anos

Imagem
Diretora morreu nesta terça-feira (26).
Ela dirigiu 'Julie & Julia' e 'Sintonia de amor', e escreveu 'Harry & Sally'.A diretora e roteirista Nora Ephron, de 'Julie & Julia', que morreu aos 71 anos (Foto: Reuters)A cineasta e roteirista americana Nora Ephron, diretora "Julie & Julia" (2009) e autora de "Harry & Sally - Feitos um para o outro" (1989), morreu nesta terça-feira (26), aos 71 anos. A informação é do site The Huffington Post. Segundo o portal TMZ, Ephron, que ao longo da carreira se tornou uma das maiores grifes dos filmes românticos americanos das últimas décadas, sofria de câncer. Seu nome consta ainda dos créditos de produções como "Mens@agem pra você" (1998), do qual foi diretora, e "A Feiticeira" (2005), protagonizado por Nicole Kidman. Ela recebeu três indicações ao Oscar, sempre na categoria melhor roteiro original, pelos trabalhos em "Silkwood - O retrato de uma corage…

90 anos da semana de Arte Moderna

TRÊS ANOS SEM MICHAEL JACKSON

Viva, São João!!!

Imagem

COMO PAGAR A DIVIDA

(COMENTARIO na Radio Metrópole/Salvador/ 21.06.2012)

Cheguei em Atenas há poucos dias, ou melhor, no dia exato em que ocorreu a eleição que deveria decidir se a Grécia iria ou na permanecer na Zona do Euro. Diziam que se o novo governo rejeitasse o Mercado Comum Europeu, a Grécia estaria definitivamente perdida.
Por isto, embora tenha vindo para... um encontro de literatura, trouxe no bolso um plano para salvar a Grécia. Se a vida inteira tentei salvar o Brasil, porque não salvar também a Grécia? E o plano, vocês vão ver, tem a sua lógica. Trata-se de salvar um país através da cultura, e é o seguinte: em matéria de dívidas, nós é que somos todos devedores da Grécia. Se tirarmos Sócrates, Platão, Aristóteles (sem falar em uma dezena de outros pensadores gregos) a filosofia simplesmente acaba. Se tirarmos Sófocles e suas tragédias e o teatro grego as suas comédias, o teatro ocidental fica desorientado. Nem Nietszche nem Heidegger existiriam sem a Grécia. O que seria da psicanálise sem “co…

Concurso Literário

Machado de Assis, Russowsky e Jean-Paul Sartre

Poesia e prosa

Aniversário de Chico Buarque de Hollanda!

Dois anos sem Saramago

Ecologia

Maracanã, Suassuna, Milano, aniversários!

Rio + 20 e outras palavras…

Dalton Trevisan, aniversário e prêmios!

Dia de Santo Antônio!

Imagem

Dia dos namorados!

Imagem

O Shangrilá de Manaus

Era meu tio possuidor de um belíssimo Sinca Chambord, o melhor de sua época, e um dia me convidou para sair com ele naquele carro, à noite, depois do escritório, para acompanhá-lo a um cabaré.
Naquele tempo eu trabalhava com ele, escrevendo cartas comerciais, pedidos aos fornecedores, essas coisas. Saímos para o Cabaré “Shangrilá”, que ficava afastado de Manaus, numa estrada escura e no meio da selva. O lugar era excelente, ventilado, ecológico, tranquilo. A iluminação propositalmente fraca não permitia deixar ver quem estava no salão. Tomamos uma mesa, pedimos uma cerveja, meu tio contente, alegre, como se jovem fosse, foi dançar com uma das mulheres que circulavam por ali, mulheres agradáveis e educadas, algumas até belas. Aquilo era uma espécie de clube. Mas tinha um detalhe: repetia a música, que se retornava lentamente, que ia e vinha, entre outras, a composição de Rafael Hernandez, na versão de Lourival Faissal, na excelente voz de Emilinha Borba. Um clássico. Assim se passa…

Morre Ivan, um garoto da fuzarca

Confesso que ficava todo orgulhoso por saber que vivia – faz apenas 20 dias hoje – na mesma cidade que Ivan Lessa escolhera para morar, o que acontecia desde 1978. Se tiro um sarro que sou um lobo solitário por aqui, fiquei muito mais agora depois que soube de sua morte.
Pode ser que a moçada que lê um site como o da ESPN, com o conteúdo voltado muito mais para os esportes, nunca tenha ouvido falar em Ivan Lessa. Lido, muito menos. Mas, antes de qualquer estranheza, quero informar que Ivan Lessa foi craque de futebol de praia nos anos 50 e que era torcedor fanático do Botafogo. E mais: acompanhava, mesmo daqui de Londres, tudo sobre futebol brasileiro e mundial.
Não fui seu amigo, mas conhecia-o de vista na época do “Pasquim” e da boemia desenfreada no Jangadeiros, Álvaro’s, Degrau e Cia. Quando jovem, mas já repórter do Jornal do Brasil, devorava seus textos no Gip-Gip Nheco- Nheco, e com seu heterônimo Edélsio Tavares nos “Diários de Londres.”, ambos nas páginas do “ Pasquim.” Mais ta…

Aniversário de Urhacy Faustino

Imagem
Eu sou a garça branca que vive em bando é sempre verde o meu olhar
sobre o povo os campos e o mar.
não rumino miséria nem sentimento hostil
sobre estas terras descobertas num abril.
tenho — sem vergonha de dizer —
uma inexplicada paixão extremada,
por esta minha pátria amada.
minha terra tem olavo castro alvares e palmeiras,
tem helena maju kk cida sandra nilza banderas
minha terra tem cecília coralina alice e garças,
tem leminski behr gutfreind quintana graças.
minha terra tem leila e uma enorme riqueza
de sentimentos, letras, versos e beleza. Urhacy Faustino

MAL DE AMOR

Imagem
Cresci ouvindo dizer num tom sempre abaixo do normal, que Dona Cecília sofria de mal do peito, ostentava olheiras, que alternavam entre o verde escuro e o roxo anilado, e nas subidas parava duas vezes, para retomar o fôlego. Suas filhas, nem namoravam por medo das escolhas equivocadas e de provocar desgosto para a mãe doente.
O marido fora avisado ao se casar do mal que a acometia, mas por amor quis compartilhar com ela o seu resto de vida.
Não foram poucas as pessoas que avisaram ao seu pretendente sobre o mau negócio; porém ignorou, e curiosamente Dona Cecília conseguiu ter duas filhas e um filho temporão, apesar dos três abortos nos primeiros anos do casamento.
Vinte anos passados, Vicente, o esposo, parecia realizado e agradecido a Deus pela escolha praticada.
Em 1979, ao contrário do que se esperava, veio ele a falecer. Descobriu-se, com isso, que ele sofria do coração "no último furo", como se dizia por aquelas bandas. E ninguém prestava atenção nele, aparentemente tão for…

Poesias de Mauro Sampaio

Imagem
NOSTALGIA
Ah! o tempo das esquinas coloridas
E palradoras!
POEMA Os primeiros caminhos são ingênuos.
À noite
A saudade tece um pássaro de sonhos.
Mauro Sampaio Do livro: O avesso da memória, Ed. autor, 1992, Campinas/SP

Leminski, Bradbary, estrelas soltas no ar!

Concurso literário

Poesia e prosa

PESSOAS MAL-HUMORADAS

Algumas pessoas têm uma tristeza crônica. Ou um mal humor tão enraizado que nem elas mesmas percebem, algo como uma chatice, implicância, um desânimo total.
Outro dia entusiasmadíssima fui contar um acontecimento da minha vida para uma dessas pessoas. Estava tão feliz que por algum tempo apaguei da minha memória seu estilo de mal dizer a vida. Primeiro que não atendeu ao telefone. Lá pela terceira chamada, alguém atende e peço que lhe levem o telefone. Bastou ouvir o “Alô” para que eu voltasse a colocar os pés no chão. Era um “Alo” do tipo, “quem resolveu interromper meu processo de morte? “.
— “O que você quer?” vem no lugar de “Oi tudo bem?”
Imediatamente calei meu coração alegre e escondi minhas novidades que certamente incomodariam profundamente meu ouvinte e lasquei:
Só liguei para saber como você está!?
— Ah, você não sabe, estou mal porque...... E aí surge uma enorme lista como o funcionário que faltou, a máquina que estragou, a prestadora de serviço que falhou, o gerente do b…

Carlos Assis e sua prosa…

Calçada x pedestre Por alguma razão que desconheço, no bairro onde moro as pessoas andam mais pelo meio da rua em vez de andar pela calçada.
Agindo deste modo expõem-se a serem atropelados gratuitamente. Afinal, quem dirige um carro, tem de prestar atenção em várias coisas a um só tempo. E basta uma leve distração para acontecer uma tragédia. Isto quando o motorista não esta drogado, bêbado ou transtornado.
A calçada mesmo danificada e mal cuidada anda assim é um fator de segurança para o pedestre. Bem ou mal dá proteção as pessoas.
Mas falta educação ao transeunte.
O quê dizer então de atravessar na faixa de segurança, se na maioria das avenidas da cidade simplesmente não existem faixas em quantidade.
Na cidade de São Paulo a prioridade da prefeitura são os automóveis, a razão é do ponto de vista econômico: proprietários de carros pagam mais impostos.O fim da era do automóvel
Precisamos mudar a visão dos nossos governantes que inexplicavelmente priorizam o automóvel como a grande neces…

RUAS

há mais de meio século
ando por aí
há sessenta e um anos
cruzo rio brasília
londres são paulo quito
cidade do méxico lisboa
amsterdan nova york
a pé
mix
de finalidade interior
e casualidade exterior
tudo me interessa
os olhos
não usam viseira
nem os ouvidos
capota
o nariz
eu trago atento
o tato
bem apurado
absorvo impressões
de outros
que caminharam
por mim
em minha caminhada
pelos outros
paisagens
urbanas
suburbanas
superurbanas
me constroem
o tempo todo
em que eu
ando e paro
paro e ando
reparando
do que é feito
o conteúdo
da caixa preta
do planeta Chacal

Indicação de Ariano Suassuna ao Nobel é “excelente” para literatura brasileira

Imagem
Especialistas comentam a candidatura do autor ao prêmio máximo das letras internacionaisFoto: Divulgação O escritor e dramaturgo Ariano Suassuna, 84 anos, foi escolhido pelo Senado como "candidato oficial" do Brasil ao prêmio Nobel de Literatura. A indicação, feita pela Comissão de Relações Exteriores da instituição, foi aprovada nesta segunda-feira (dia 28). Agora, o encaminhamento do nome de Suassuna à Academia Sueca será feito com colaboração do Itamaraty.Calcula-se que a Academia Sueca receba milhares de indicações por ano - a entidade não divulga quais candidaturas foram aceitas ou não. O vencedor é anunciado em outubro, a partir de uma lista de cinco finalistas. O jornalista e editor Cassiano Elek Machado considera a escolha de Suassuna "excelente" para a literatura do país. "Ele é um dos autores brasileiros mais importantes do século 20, que criou uma maneira de narrar e um universo simbólico muito ricos", diz. "Mas é preciso saber até que pon…