Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2013

ACASO E PROBABILIDADES

Imagem
Há pessoas que acreditam na fatalidade: cada um tem seu dia, sua hora de morrer. É uma maneira de ver o mundo. O acaso fica de fora. Alguém organiza nossa vida e morte, ninguém tem responsabilidade nisto.Tudo está pré determinado.
Mas há pessoas que, diferentemente, pensam nas probabilidades. Se o asfalto está molhado, se pessoa entra mal numa curva, se o outro carro ultrapassou onde não devia, se motorista tomou alcool, se está estressado ou enxerga mal, se é de noite ou, se passou um cachorro na estrada, se o automóvel não foi alinhado ou tem os pneus carecas, enfim, tudo isto aumenta a probabilidade de acidentes.
Estou convencido que nenhum acidente é fruto de fatalidade, mas de um conjunto de fatores que se agregam de repente. E as quase trezentas mortes na boite Kiss em Santa Maria, no Rio Grande do Sul são uma prova disto.
Qual o elemento aglutinador da tragédia? Onde o acaso entra nisto?
Se por acaso o rapaz da banda não tivesse soltado aquele rojão, nada disto teria acontecido. To…

Após anulação, Biblioteca Nacional dá prêmio de poesia a Ana Martins Marques

Imagem
O livro "Da Arte das Armadilhas" (Companhia das Letras), de Ana Martins Marques, foi escolhido na tarde desta quinta-feira (24) o vencedor na categoria poesia do Prêmio Biblioteca Nacional de Literatura. A honraria tinha sido concedida em dezembro ao livro "Poesia 1930-62" (Cosac Naify), de Carlos Drummond de Andrade (1902-87), mas a Fundação Biblioteca Nacional (FBN) voltou atrás após analisar quatro recursos pela anulação do resultado. A poeta mineira Ana Martins Marques (Rodrigo Valente/Divulgação) A instituição reconheceu que, pelo edital, a inscrição só poderia ser feita pelo autor ou pela editora mediante autorização por escrito do autor, de modo que um autor já morto não poderia concorrer. Após a anulação, os membros da comissão de avaliação --poetas Leila Miccolis, Carlito Azevedo e Francisco Orban-- reuniram-se novamente e o livro que obteve maior pontuação foi o de Ana. Publicado em 2011, "Da Arte das Armadilhas" é o segundo livro de Ana Martin…

William Trevor: lições para uma literatura sentimental

Imagem
Autor inédito no Brasil, Trevor assume o compromisso de celebrar a vida como ela é, em suas alegrias e tristezas, e dar voz ao cidadão comum.“Usaria qualquer coisa para contar uma história, qualquer coisa que a fizesse funcionar”. É o que dizia William Trevor (1928- ) em entrevista ao The Guardian em setembro de 2009, vinte anos após um silêncio quase intransponível que o manteve à distância dos holofotes literários e midiáticos. Sua última entrevista significativa havia sido em 1989, quando uma impressionada repórter do Paris Review o interpelava acerca de sua extraordinária capacidade para criar diferentes personalidades em seus personagens, uma característica que, não se sabe se por falta de melhor definição ou por ser, de fato, o adjetivo mais certeiro, chamou simplesmente de “diabólica”. Dizia Mira Stout, a entrevistadora: “Como você pode saber tanto sobre como essas pessoas vivem? Parece com um ventríloquo que projeta sua voz em qualquer coisa”. A resposta foi ao mesmo tempo uma…

Com fotos e televisores antigos, museu preserva a história da televisão

Imagem
Quando a televisão surgiu no Brasil, em 1950, todos os programas eram exibidos ao vivo, porque não havia tecnologia para gravá-los. Diariamente, das 20h às 22h, um episódio da novela (que passava só duas vezes por semana) ou uma peça de teatro, por exemplo, eram encenados em frente às câmeras. Por causa da dificuldade tecnológica, muito da memória desse período se perdeu. Um lugar, porém, reúne parte do que sobrou dessa história: o Museu da TV, localizado no bairro do Sumaré. A atriz Vida Alves, que fez parte da equipe original da TV Tupi - a primeira emissora de televisão do Brasil, converteu sua casa na sede do museu. Ali, é possível ver fotos, figurinos, câmeras e aparelhos de televisão antigos. E, na memória, ela armazena histórias sobre a primeira transmissão do canal e sobre o primeiro beijo na boca exibido na televisão brasileira (do qual ela fez parte, com o ator Walter Foster). Museu da TV Ver em tamanho maior »         Gabo Morales/FolhapressJOGO DE CINTURANo começo, Vida co…

Brasil tem 15 filmes na 42ª edição do Festival Internacional de Cinema de Rotterdam

Imagem
Com um total de 15 títulos em diversas mostras, o cinema brasileiro terá uma expressiva participação na 42ª edição do Festival Internacional de Cinema de  Rotterdam, na Holanda, que começa na próxima quarta-feira (23) e vai até o dia 3  de fevereiro. O destaque é o filme Eles Voltam, do diretor pernambucano  Marcelo Lordello, que em sua estreia internacional concorre ao prêmio Hivos  Tiger, o principal da parte competitiva do festival. No último Festival de Brasília, Eles Voltam ganhou os prêmios de melhor longa de ficção, melhor  atriz e melhor atriz coadjuvante.O filme conta a história de duas crianças que, por brigarem constantemente durante uma viagem à praia, são deixados na beira da estrada pelos próprios pais. Eles voltam é mais uma produção pernambucana a participar da mostra competitiva do festival da cidade holandesa, depois de Baixio das Bestas, premiada com o Hivos Tiger em 2007, e de O Som ao Redor, em 2012.Em outras seções do festival, mais cinco filmes brasileiros fazem…

História da Bienal da UNE aponta poder de mobilização de estudantes e artistas

Criar um espaço para o diálogo entre o movimento estudantil e o movimento cultural. Foi com esse intuito que a União Nacional dos Estudantes (UNE) fundou, em 1999, um evento que atraísse estudantes que não estavam articulados na rede formal do movimento estudantil, composta por Centros e Diretórios Acadêmicos (CAs, DAs e DCEs). A iniciativa não era nova e se inspirava no Centro Popular de Cultura (CPC), fundado pela UNE em 1961 e fechado peladitadura militar três anos depois. Mesmo curta, a experiência deixou como legado um exemplo da força da mobilização conjunta de artistas e estudantes, fazendo correr pelo país os anseios por reformas estruturais.“O CPC demontrou o poder da união entre as forças mobilizadoras que emanam da cultura e dos estudantes. Nessa época, vários artistas se aproximaram das demandas apresentadas pelo movimento estudantil”, aponta Maria das Neves, diretora de cultura da UNE. Pelo CPC, passaram figuras como o teatrólogo Gianfrancesco Guarnieri, que produziu a pe…

EM HOMENAGEM A WALMOR CHAGAS

Imagem
O SuicidaO sucídio
Não é algo pessoal.
todo suicida
nos leva
ao nosso funeral.
O suicida
Não é só cruel consigo.
É cruel, como cruel
só sabe ser
o melhor amigo.
O suicida
é aquele que pensa
matar seu corpo a sós.
Mas seu eu se enforca
num cordão de muitos nós.
O suicida
não se mata em nossas costas
Mata-se em nossa frente
usando seu próprio corpo
dentro de nossa mente,
O suicida
não é o operário.
É o próprio industrial em greve.
É o patrão
que vai aonde
o operário não se atreve.
Todo homem é mortal.
Mas alguns, mais que outros,
Fazem da morte
Um ritual.
O suicida, por exemplo
É um vivo accidental.
E o general
que se equivocou de inimigo
e cravou a sua espada
na raiz do proprio umbigo.
Mais que o espectador
que saiu no entreato
o suicida
é um ator
que questionou o teatro.
O suicida
é um retratista
que às claras se revela.
Ao expor seu negativo
queima o retrato
e se vela.
O suicida, enfim, ‘
é um poeta perverso
e original
que interrompeu seu poema
antes do ponto final.Affonso Romano Santanna (EM HOMENAGEM A WALMOR CHAGAS ESSE POEMA ANTI…

Cultura: como vender a ideia

Boas ideias e qualidade artística nem sempre são suficientes na hora de conseguir apoio financeiro

"No final das contas, o patrocinador também é protagonista no projeto", afirma Daniel Leão, produtor cultural e captador de recursos
Daniel Leão
Captador de Recursos

O que é preciso para se conseguir um bom patrocínio para projeto cultural?
A grande diferença hoje em processo de captação de recursos é conseguir envolver o investidor / doador e torná-lo também protagonista daquele projeto, benefício ou promoção cultural. É muito comum abordar empresários e pedir patrocínio sem essa compreensão, sem buscar compreender o que é o negócio dele, o que é sensível aos seus clientes, qual a cultura administrativa. É fundamental compreender cada uma as empresas para identificar o que pode ser sensível na hora da captação. Entender como envolver seus funcionários, em que aspectos o marketing pode, de fato, fazer diferença para ele. Ações diretas na empresa e durante o evento podem ser uma boa…

Texas terá a primeira biblioteca sem livros físicos

Imagem
Instituição emprestará apenas e-booksA cidade de Bexar Country, no Texas, receberá a BiblioTech, a primeira biblioteca sem livros físicos. Todos os títulos estarão disponíveis apenas em versões digitais.
Funcionará assim: o indivíduo poderá ir até lá, pegar um e-reader e levá-lo para casa. Será possível ficar com o equipamento por até duas semanas – depois disso, ele será bloqueado. É claro que, para evitar furtos, cada um deverá cadastrar endereço e uma série de informações pessoais. Na biblioteca ainda haverá computadores para uso.
A instituição foi idealizada pelo juíz Nelson Wolff, que tem mais de mil livros em sua casa. Segundo ele, o conceito foi inspirado pela biografia de Steve Jobs.
“Se você quer ter uma ideia de como ela se parecerá, vá à Apple Store”, disse o idealizador ao jornal San Antonio Express.
Cada e-reader deverá custar US$ 100 ao governo. O acesso aos primeiros 10 mil livros deverá custar cerca de US$ 250 mil.
A ideia da BiblioTech não é substituir as bibliotecas comun…

Romance de Daniel Galera conquista crítica e leitores com literatura que foge ao padrão de best-sellers

Imagem
Editora investiu pesado em marketing do livro 'Barba ensopada de sangue'No fim do ano passado, com reflexos entrando janeiro adentro, dois acontecimentos literários chamaram a atenção, por motivos diferentes: o fenômeno dos livros eróticos femininos descartáveis, à la'Cinquenta tons de cinza', de E. L. James; e o sofisticado romance 'Barba ensopada de sangue', de Daniel Galera, que despertou interesse de leitores (já vendeu 9 mil exemplares) e da crítica. Nascido em 1979, em São Paulo, e criado no Rio Grande do Sul, Galera estreou na literatura em 2001, com o volume de contos 'Dentes guardados', pelo selo editorial Livros do Mal, de Porto Alegre, do qual foi um dos criadores.
Nos anos 2000, outros livros nacionais seguiram enredo semelhante: os romances 'Perdas e ganhos', de 2003, da gaúcha Lya Luft, ficou por várias semanas entre os mais vendidos; e 'Dois irmãos', de 2000, de Milton Hatoum, teve o mérito, pela repercussão obtida entre a …

Como ler e analisar um clássico da literatura

Imagem
Você consegue analisar um texto literário? Confira 10 dicas para fazer isso bem e aproveitar melhor a sua leitura. Crédito: Shutterstock.com Comparar o texto literário que está lendo com outros do mesmo autor ajuda a determinar se houve alguma evoluçãoLer uma obra literária é formidável. Os textos literários têm, em geral, o objetivo de emocionar o leitor, e para isso exploram a linguagem conotativa ou poética. Como ler um texto literário: 1. Não se irrite com facilidadeA dica é ler com curiosidade e expectativas razoáveis. Não é importante entender cada palavra da obra. A literatura vai além dos vocabulários. Como ler um texto literário: 2. Escolha a melhor ediçãoBusque a edição do livro que tenha uma boa introdução, ou seja, a mais fácil de entender. Boas introduções explicam o contexto histórico, os fatos mais importantes da obra, a vida do autor, a estrutura, o estilo e muito mais. Como ler um texto literário: 3. Não interrompa a leitura para buscar palavras no dicionárioApenas fa…

Juiz manda recolher trilogia '50 tons de cinza' em livrarias de Macaé, RJ

Imagem
Decisão, no Norte Fluminense, diz que só livro lacrado pode ser vendido.
Segundo juiz, ele se baseou no Estatuto da Criança e do Adolescente.Oficial de Justiça aguarda dono da loja Nobel Macaé assinar mandado de intimação (Foto: Carol Burgos/G1)Um juiz de Macaé, no Norte Fluminense, determinou o recolhimento dos livros  “Cinquenta tons de cinza”, “Cinquenta tons mais escuros” e “Cinquenta tons de liberdade”, da autora E. L. James, das livrarias. Segundo a ordem de serviço assinada por Raphael Baddini, da Segunda Vara de Família, da Infância, da Juventude e do Idoso, estas e outras publicações consideradas "impróprias" não podem ser expostas nos estabelecimentos sem lacre. Apesar de a decisão, da última sexta-feira (11), valer para outros livros, o juiz cita por diversas vezes a  a trilogia. Segundo a assessoria do Tribunal de Justiça,  desde a determinação, 64 volumes foram recolhidos em duas livrarias da cidade – Nobel e Casa do Livro. Onze eram de títulos da trilogia e, os …

Turquia elimina lista de livros proibidos, mas mantém censura

Imagem
A Turquia começou o ano eliminando uma lista de livros proibidos, mas este avanço, sobretudo simbólico, não mudou a mentalidade das autoridades com relação à censura, segundo diversos escritos e editores do país. "É difícil proibir ou queimar livros no mundo atual e o governo turco se sentiu obrigado a abolir uma lista de livros proibidos que hoje já não faz sentido", disse à Agência Efe em conversa por telefone o escritor Burhan Sönmez. Sönmez se referia à notificação da Procuradoria do Estado, que em dezembro anunciou que iria eliminar uma "lista negra" de 453 livros e 645 publicações, cuja difusão tinha sido proibida em décadas passadas. Ao não ser recorrida, a decisão entrou em vigor neste mês, mas de acordo com escritores e editores, o passo não significou nenhuma mudança, já que muitas destas obras eram vendidas há anos sem que o público soubesse que eram proibidas. Entre os livros agora oficialmente "autorizados", estão marcos como as obras complet…

Academia de ciências nos EUA cria selo para livros 'verossímeis'

Com avanços tecnológicos, credibilidade de trama se tornou um desafio para autores de romances policiais.Nova York - Muitas tramas de romances policiais caem por terra quando os leitores desconfiam da verossimilhança dos acontecimentos. E enquanto escritores tentam garantir que suas histórias sejam críveis e plausíveis, uma organização científica dos Estados Unidos passou a oferecer um selo de aprovação para livros que acertaram na exposição dos fatos. Não é uma tarefa fácil, a dos escritores. A ficção policial hoje requer um profundo conhecimento de áreas técnicas e científicas, essencial para o roteiro - e que muitas vezes leva a situações difíceis de serem descritas em palavras e de forma precisa. Agora, a Academia de Ciências de Washington (WAS na sigla em inglês), criada em 1898 por Alexander Graham Bell - o inventor do telefone -, deu início a um projeto que dá selos de aprovação para livros que tenham fatos científico corretos. "Muito lixo é publicado atualmente na área de…

Literatura-Prêmio: Biblioteca Nacional anula resultado de premiação

FolhaPress Por Raquel Cozer
SÃO PAULO, SP, 11 de janeiro (Folhapress) - A Fundação Biblioteca Nacional voltou atrás na decisão de agraciar a obra "Poesia 1930-62" (Cosac Naify), de Carlos Drummond de Andrade (1902-87), organizada por Júlio Castañon Guimarães, no Prêmio de Poesia Alphonsus de Guimaraens. O novo vencedor ainda não foi anunciado.
O resultado, divulgado em 21 de dezembro, foi questionado por recurso enviado pelo poeta Marcus Fabiano, que concorria ao prêmio. Uma petição on-line pela anulação do resultado reuniu, nos últimos dias, 250 assinaturas.
O argumento principal para a anulação era o de que, segundo o edital, a inscrição só poderia ser feita pelo autor ou pela editora mediante autorização por escrito do autor -que, no caso, morreu há mais de 25 anos. Na lista divulgada pela FBN, Bernardo Ajzenberg, diretor executivo da Cosac Naify, aparecia como vencedor por ser "detentor de direitos autorais".
O recurso apresentado à instituição também questionava …

LITERATURA: Ariano Suassuna ministra aula espetáculo em JP nesta quinta-feira

Imagem
O escritor paraibano Ariano Suassuna ministra aula espetáculo nesta quinta-feira (10), às 19h30, no auditório da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no bairro do Altiplano. A aula faz parte das comemorações do centenário do livro “Eu” de Augusto dos Anjos promovida pela Procuradoria Geral do Estado (PGE/PB) e a Academia Paraibana de Letras (APL) com entrada aberta ao público.   
Os organizadores do evento irão disponibilizar um telão, no anfiteatro da Estação Cabo Branco, para que o público, que não conseguir poltrona no auditório para 500 pessoas, possa acompanhar do lado de fora pelo telão.   
Na mesma ocasião, o escritor será agraciado com a medalha “Procurador José Américo de Almeida”, a mais alta honraria do órgão, que está sendo outorgada, pela primeira vez, como forma de prestar homenagem a um dos paraibanos que mais contribuíram para difusão da cultura local.   
A aula espetáculo que será ministrada pelo escritor intitula-se “A Paraíba, um estado de poésis”, em fal…

Universidade de Berlim oferece curso com escritores famosos

Imagem
Desde 1998, a Universidade Livre de Berlim convida autores de best-seller de todo o mundo para dar aulas como professor visitante no curso de formação de escritores, oferecido semestralmente.Para Raoni Duran já está decidido: no futuro ele quer ser escritor. E, aos 26 anos, o estudante brasileiro de literatura em Berlim já tem uma ideia fascinante para seu primeiro romance. Mas ainda "lhe falta alguma coisa". Ele não tem experiência suficiente para inserir suas ideias artísticas na trama e no modo de escrever adequados. Quando descobriu o curso em inglês Ler como escritor (Reading as a Writer), no currículo da Universidade Livre de Berlim (FU Berlin, na sigla em alemão), Duran não hesitou e logo se inscreveu. Passar da leitura à escrita já é há muito tempo o seu desejo. "Como escritor é preciso pensar em como o texto realmente funciona, e não sobre os detalhes do texto", opinou o estudante. Foi justamente isso que o ajudou a desenvolver a ideia para um romance. Apr…

carta para o amado presente na ausência...

Meu amado:
Acordo e fico sabendo que hoje, sete de maio, é Dia do Silêncio. Absolutamente sozinha, mas não há silêncio interior.
Dentro de meu self, alaridos, relembrares, cantares e... até gemidos, arfantes gemidos de paixão.
Quando nos encontramos, descobrimos muitas coisas em comum:o gosto por fotografias, viagens, filmagens, música, praia, ar livre, estradas...
Vou à sala e ligo a TV. Na Net, passa um filme "cult": "O Último tango em Paris", que na Ditadura era proibido no Brasil. O livro, deixaram em cima de minha mesa na Gazeta Comercial, onde eu trabalhava, capa dura, páginas em papel ruim, edição clandestina, como muitos que recebi, então.
Li-o escondidamente, pois, mocinha, temia que papai me surpreendesse lendo livro assim"forte". Quando nos casamos, vim morar em Belo Horizonte onde você, engenheiro civil, trabalhava nas passarelas e viadutos da "Via expressa".
A abertura cultural começava. Você levou-me para ver os filmes antes proibidos. E…

Itinerário de uma viagem à Alemanha

Imagem
Bruxelas, 26 de agosto de 1856
Caro filho e irmãos do meu coração,           O mês de agosto, que (sabem vocês) é tão funesto à minha felicidade, pela tríplice perda que imprimiu em minha existência, começou este ano mais triste e doloroso do que nunca. O coração confrangido, o espírito sempre abtido pela dilacerante recordação da morte da melhor das mães, eu via aproximar-se o primeiro aniversário do dia que a roubou à minha ternura.
          Vocês haviam pensado que Paris exerceria em mim sua costumeira magia. Pois bem, revi-a com indiferença; tornou-se-me monótona e quase insuportável, à medida que o triste aniversário se avizinhava. O abalo cruel que sacudiu todo o meu ser moral mantém-me ainda incapaz de apreciar, como outrora, a vida intelectual de que se frui nesta Atenas moderna.
          Era-me necessário percorrer novos países, nele haurir novas impressões, sob um horizonte mais amplo, em atmosfera mais livre e, conseqüentemente, mais consentâneas com minhas preferências. Imp…

Tirar dúvidas sobre a escrita com mestres da Literatura

Richard Zimler, Ana Saldanha e Fernando Pinho do Amaral são os convidados da sessão "Livres como Livros", na Biblioteca Almeida Garret, que quer tirar todas as dúvidas sobre o processo de escrever livros, aos fãs da literatura. É no próximo dia 12 de janeiro que os escritores se reúnem no Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett para responder às perguntas dos mais curiosos. "O que o inspira?", "O que lhe traz mais dificuldades?" são apenas algumas das perguntas que poderão ver respondidas. Richard Zimler, autor de livros como "O Último Cabalista de Lisboa"; Ana Saldanha, de histórias para os mais jovens; e Fernando Pinho do Amaral são os escritores convidados, que partilharão as suas experiências a partir das 18h. Esta é mais uma sessão do "Livres como Livros", um projeto da Universidade do Porto e da Câmara Municipal do Porto que pretende dinamizar as práticas de leitura na sociedade. No dia 29, outra sessão da temática &quo…

Rocha murcha

Esta rosa desbotada
Já tantas vezes beijada,
Pálido emblema de amor;
É uma folha caída
Do livro da minha vida,
Um canto imenso de dor!Há que tempos ! Bem me lembro...
Foi num dia de Novembro:
Deixava a terra natal,
A minha pátria tão cara,
O meu lindo Guanabara,
Em busca de Portugal. Na hora da despedida
Tão cruel e tão sentida
P'ra quem sai do lar fagueiro;
Duma lágrima orvalhada,
Esta rosa foi-me dada
Ao som dum beijo primeiro. Deixava a pátria, é verdade,
Ia morrer de saudade
Noutros climas, noutras plagas;
Mas tinha orações ferventes
Duns lábios inda inocentes
Enquanto cortasse as vagas. E hoje, e hoje, meu Deus?!
— Hei de ir junto aos mausoléus
No fundo dos cemitérios,
E ao baço clarão da lua
Da campa na pedra nua
Interrogar os mistérios! Carpir o lírio pendido
Pelo vento desabrido...
Da divindade aos arcanos
Dobrando a fronte saudosa,
Chorar a virgem formosa
Morta na flor dos anos! Era um anjo! Foi pr'o céu
Envolta em místico véu
Nas asas dum querubim;
Já dorme o sono profundo,
E despediu-se do mundo

Carta de John Keats a Fanny Brawne

Imagem
Março 1820
(Itália)Adorável Fanny, Você teme, algumas vezes, que eu não a ame tanto quanto você  deseja? minha querida Garota, eu a amo sempre e sem reserva. Quanto mais eu a conheci mais eu a amei. De toda forma — mesmo  meus ciúmes tem sido agonias do Amor, no mais forte acesso que  eu jamais tive eu teria morrido por você. Eu a tenho irritado muito, mas por Amor! Que posso fazer? Você está sempre nova  para mim. O último de seus beijos foi sempre o mais doce, o último sorriso o mais brilhante, o último movimento o mais  gracioso. Quando você passou na janela de minha casa ontem eu me enchi de tanta admiração como se eu a tivesse visto pela primeira vez.
Você proferiu uma queixa, uma vez, que somente amei sua  Beleza. Não tenho mais nada a amar em você que isto? Não vejo  um coração naturalmente provido de asas emprisionado comigo? Nenhuma expectativa de doença foi capaz de mover meus  pensamentos em você para longe de mim. Isto talvez seja tanto um assunto de tristeza como alegria — …

Mulheres são destaque na literatura em 2012

Imagem
Se na antiguidade as mulheres eram mantidas bem longe dos livros, em muitos casos analfabetas, hoje elas estão mais próximas da literatura do que nunca. Atualmente, não só são leitoras mais assíduas – 53% contra 47% dos homens, de acordo com a pesquisa feita pelo Instituto Pró-Livro (IPL) no Brasil – como também tiveram um grande destaque na produção de sucessos literários durante 2012. Além do fenômeno Cinquenta Tons de Cinza, escrito pela inglesa E.L.James, tivemos muitos outros destaques femininos, confira só:
Hilary Mantel: A escritora britânica ganhou pela segunda vez em 2012 o Man Booker Prize, mais importante prêmio literário de língua inglesa do mundo, com seu livro Bring up the Bodies. A publicação é a segunda parte de sua trilogia histórica sobre Thomas Cromwell, um dos homens de confiança do Rei Henrique VIII. O foco neste segundo volume é a trama que acabou resultando na morte de Ana Bolena, segunda mulher do monarca inglês. A escritora foi a primeira mulher a ganhar duas …