Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Extras do fim de Abril

Imagem

Dançando com a poesia e com a prosa em Blocos!

Imagem

Dia da sogra e etc

Imagem

De um pouco, tudo.

Imagem
FURTA-CORA moça
anêmica,
pálida,
é uma cor
que anda
que sofre
que solta
de vez em quando
um sorriso
amarelo — e que cora
de vergonha
por isso. Edmilson SanchezDo livro: Poemas de amor e carne, Ed. Ética, Imperatriz/MA, 2010 …………………………………………….Coluna de Marli BergPOLITICAMENTE CORRETO: UMA MENTIRA BEM CONTADA?

Pense bem antes de responder a nossa pergunta: você é politicamente correto em suas ações cotidianas? Separa o lixo reciclável, chama o negro de afro-descendente, e não ri de piadas preconceituosas? Por fazer tudo isto, se considera uma pessoa ética e boa? Cuidado, você pode estar muito enganado. Segundo o brilhante filósofo Luiz Felipe Condé, num livro genial e hilário, O Guia Politicamente Incorreto da Filosofia (Leya), por fazer todas estas  coisas, você pode ser considerado um chato de tendências autoritárias, seguidor de um “ramo” do pensamento de esquerda americano, que surgiu com a ascensão social dos negros, nos anos 60, e dos gays, em 1980. A “velha esquerda” achava que quem salva…

Poesia, prosa, colunas e Blocos

Álvares, Jacy e Rogel

Falecimento de Álvares de Azevedo (1852, RJ) PoesiaTemática ecológica: Jacy BezerraProsaO LADO ESCURO DA CASASim, nasci em 1942, 2 de janeiro. O carnaval em Manaus era naquela rua, na Av. Eduardo Ribeiro. A principal da cidade. Em baixo, havia um salão de beleza famoso, a Mezodi. Acho que se escreve assim. Meu pai tinha uma loja, a Radiomotor, na mesma rua, mais abaixo. Mas não me lembro de nada. Nada disso. Minha primeira lembrança – o berço, madeira escura, um braço de madeira avançando no ar, onde se pendurava um chocalho. Lembro-me bem disso. Sempre me lembrei disso. Das grades ao redor. Aquele quarto, paredes muito altas. Estou só, no berço. Já moramos na rua 24 de Maio, entre Eduardo Ribeiro e Joaquim Sarmento, do lado direito de quem vai em direção à Aparecida, quase na esquina. Deve ser o número 175, não sei. Aquela casa era escura e triste. Lembro-me bem. Depois da porta da rua havia uma escada. Depois um pequeno corredor até a sala. Em frente, a bela casa da “Belinha”, minha…

O vento assovia na chuva

Dias seguidos de seca. Tristeza entre as plantas do jardim, estorricadas pela seca, queimadas pelo sol de outono. As folhas das samambaias espalmam-se sequiosas para receber a água que sobre elas se despeja, duas vezes por semana. No xaxim, formam-se regos por onde escorrem miniaturas de riachos. Desesperados no aspirar fundo, os cachorros magros, na rua, encostam o focinho nas guias da sarjeta. O sol bate e se firma pondo as línguas de sede para fora, andam sem direção na esperança de um fio de água das calçadas.
E assim foi por dias e dias seguidos. Após um tempo de estio, com baforadas de ar quente, seco e abafado, cai uma cortina de chuva tímida. Já repararam que é quase sempre pelas 18 horas que o tempo vira? O que faz a gente dar um imenso bocejo, uma mistura de preguiça com dor nas juntas do corpo.
Quando cheguei à janela, vi a chuva tímida no horizonte cinza, cercada de concreto. Mas, a presença da água parecia reportar ao idílio do bairro de antigamente, quase sem casas, com um…

ABL, Nísia e Nova

Vida e morte de Sheakespeare e outros Blocos mais...

Fado Tropical - Chico Buarque

http://letras.terra.com.br/chico-buarque/71165/(Clique, ouça e veja Chico cantando essa bela música)Oh, musa do meu fado,
Oh, minha mãe gentil,
Te deixo consternado
No primeiro abril, Mas não sê tão ingrata!
Não esquece quem te amou
E em tua densa mata
Se perdeu e se encontrou.
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal:
Ainda vai tornar-se um imenso Portugal! "Sabe, no fundo eu sou um sentimental. Todos nós herdamos no sangue lusitano uma boa dosagem de lirismo ( além da sífilis, é claro). Mesmo quando as minhas mãos estão ocupadas em torturar, esganar, trucidar, o meu coração fecha os olhos e sinceramente chora..." Com avencas na caatinga,
Alecrins no canavial,
Licores na moringa:
Um vinho tropical.
E a linda mulata
Com rendas do alentejo
De quem numa bravata
Arrebata um beijo...
Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal:
Ainda vai tornar-se um imenso Portugal! "Meu coração tem um sereno jeito
E as minhas mãos o golpe duro e presto,
De tal maneira que, depois de feito,
Desencontrado, eu…

Brasil, Terra, isso dá o que falar!

Imagem
O descobrimento do Brasil refere-se à chegada, em 22 de abril de 1500, da frota comandada por Pedro Álvares Cabral ao território onde hoje se encontra o Brasil. O termo "descobrir" é usado nesse caso em uma perspectiva eurocêntrica, referindo-se estritamente à chegada de europeus, mais especificamente portugueses, às terras de "Vera Cruz", o atual Brasil, que já eram habitadas por vários povos indígenas. Tal descoberta faz parte dos descobrimentos portugueses. Embora quase exclusivamente utilizado em relação à viagem de Pedro Álvares Cabral, o termo "descoberta do Brasil", também pode referir-se à suposta chegada de outros navegantes europeus antes dele. Esse é o caso das possíveis expedições de Duarte Pacheco Pereiraem 1498 e mais tarde do espanhol Vicente Yáñez Pinzón em 26 de janeiro de 1500. http://pt.wikipedia.org/wiki/Descoberta_do_Brasil…………………………………………TERRA, MEU REDUTO
               (em homenagem ao dia da Terra/do Planeta - 22 de abril)
Vivo no …

Tiradentes, Brasília – sacrifício e vida

Imagem
Dia de Tiradentes, Eduardo Carneiro: "De conjurado a patrono"Tiradentes: de conjurado a patrono“O sentido não existe em si, mas é determinado pelas posições ideológicas
colocadas em jogo no processo em que os textos são produzidos”.“A escrita em História em nada se diferencia do gênero literário”. Essa afirmação partiu do famoso historiador inglês Peter Burke. Será que a fronteira entre a história e a ficção é tão difícil de se estabelecer? O certo é que os fatos históricos são representados em textos em nada neutros e imparciais. O historiador faz uso de sua visão de mundo para interpretar os fatos e documentos e escreve sob a influência do tempo presente. As histórias que nos ensinaram como verdades são, na verdade, “sentidos” construídos historicamente e permeados pela relação de poder. As histórias são escritas de acordo com as conveniências, mudam de enfoque dependendo de cada escritor, de cada região, de cada tempo. Na historiografia, um mesmo evento ou personagem pode…

Chegadas e partidas, poesia e prosa

ELEFANTES - "Enquanto o Rei da Espanha sai para matar elefantes na África, me lembrei deste poema que está em VESTÍGIOS (Rocco, 2005)"

Entrementes leio
que em Daknei
os elefantes vão ao rio banhar-se
na Lua Nova
e depois de assim saudá-la
voltam à floresta tranquilos.
Quando doentes
(também leio)
com suas trombas
lançam ramos de árvores
ao céu
como se oferecessem sacrifício
a um deus qualquer.
Pode ser tudo interpretação humana.
Mas na India (já foram vistos)
no crepúsculo
— os elefantes choram.    Affonso Romano de Sant'AnnaDo livro: "Vestígios", Rocco, 2005, RJ

POSTAIS DE PARIS (Fragmentos)

LouvreO visível aí está
arestas-claras
frontes manifestas
ombros definidos.
porém o que me atrai
é o extraviado perfil
da Vitória de Samotrácia
os braços perdidos
da Vênus de Milo. Rue de LongchampsO coração se enreda
pelas rendas de sacadas
onde, rubros, sorriem
gerânios ressurretos. Parc MontsourisRaio raso e rente
o trem te penetra
rasgando a verde seda
que te veste a pele
alvoroçando o rosto
das rosas assustadas. Tour EiffelVertical a carcaça de metal
do dinossauro cartesiano
hipnotisa os turistas
formigas no vão das vigas. La SeineDe alma debruçada
sobre a úmida falca
escuto o diálogo surdo
entre o cais e a corrente
o que jaz e o que se desprende.
Entre margens engessadas
na história escrita
ágrafas navegam
sem âncora de memória
as águas da vida.
TuileriesNo lombo do jardim
rápidos florescem
penachos ouro e carmim.
Ventas o verão farejando
cascos o chão socando
brotam os cavalos.
Lázaros de outros séculos
as lápides levantando
instalam solenes
— em ato oficial
e pompa a Napoleão —
a primavera animal. Place Clichy

No umb…

Dia do Índio

Imagem

Leninha, feliz aniversário!!!

Imagem

Lobato, amigo, Sant’Anna e Blocos

OS SÍMBOLOS RELIGIOSOS NAS REPARTIÇÕES PÚBLICAS

O Ministério Público Federal de São Paulo ajuizou ação pedindo a retirada dos símbolos religiosos das repartições públicas
Sou Padre católico e concordo plenamente com o Ministério Público de São Paulo, por querer retirar os símbolos religiosos das repartições públicas.
Nosso Estado é laico e não deve favorecer esta ou aquela religião. A Cruz deve ser retirada!
Aliás, nunca gostei de ver a Cruz em Tribunais, onde os pobres têm menos direitos que os ricos e onde sentenças são barganhadas, vendidas e compradas.
Não quero mais ver a Cruz nas Câmaras legislativas, onde a corrupção é a moeda mais forte.
Não quero ver, também, a Cruz em delegacias, cadeias e quartéis, onde os pequenos são constrangidos e torturados.
Não quero ver, muito menos, a Cruz em prontos-socorros e hospitais, onde pessoas pobres morrem sem atendimento.
É preciso retirar a Cruz das repartições públicas, porque Cristo não abençoa a sórdida política brasileira, causa das desgraças, das misérias e sofrimentos dos …

Eventos, poesia e prosa

Chaplin, Sartre, Aquino, Neves, Blocos…

Imagem

Maria Bonita

Imagem
Rainha do cangaço, a companheira de Lampião ganhou um estudo da neta, Vera Ferreira
Trecho: “Tentamos ressaltar um olhar sobre Maria que nos conduz ao significado de uma mulher em um determinado contexto e período na história do Brasil”
Legenda: Aventura Ela tinha 19 anos quando saiu de casa para percorrer o sertão Nascida e criada na Malhada da Caiçara, no sertão baiano, Maria de Déa foi destinada ao casamento, celebrado em plena adolescência, e a uma vida pacata. Aos 16 anos, casaram-na com o sapateiro Zé de Nenê, mas o lar do casal, que foi morar no povoado de Santa Brígida, ali perto, logo desmoronou, segundo as más línguas porque o varão era pacato demais para a inquietação fabril da mulher. Além do mais, o marido era estéril e a diferença de temperamento gerou conflitos que levavam o par a se separar e se reconciliar até o dia em que, no final de 1929, cruzou a soleira dos pais dela, Zé Filipe e Dona Déa, o temível Rei do Cangaço no sertão, Virgolino Ferreira da Silva, o Lampião, …

Azevedo, Beauvoir, Maiakovski, América e Pan-americano

Imagem

DASLU & DASPU

Imagem
Daspu


DasluA querela entre a DASLU e a DASPU é uma rica metáfora dos tempos em que vivemos. Isto dá para escrever um ensaio. Isto dá para escrever uma tese. Mas vamos de crônica mesmo. Recapitulemos: a DASLU é aquela loja lá em São Paulo, grife preferida de milionários. As pessoas se orgulham de entrar lá e pagar cinco, dez, vinte mil reais por uma peça de roupa que vale quinhentos, mil ou dois mil reais. O chic é isso. Ostentar. E explorando esse fascínio típico dos deslumbrados e novos ricos, a DASLU virou noticia. Sobretudo porque está implantada ao lado de uma região favelada. Mas, de repente, a marca DASLU extrapolou das colunas sociais para as páginas policiais com a escandalosa revelação que seus proprietários estavam envolvidos com importação ilegal, fraude no físco, formação de quadrilha, enfim, a Policia Federal invadiu o complexo de lojas da DASLU, prendeu as proprietárias, levou documentos, instaurou inquérito. A paulistada ficou irada. Figurões se manifestaram, mas os mili…

Sexta-feira 13!

Imagem

Anísio, Marian, Félix, poesia, prosa e Blocos!

Brito, Armond, Du Bois, Samuel...

Coralina, Liane, Cunha, Berg!

Baudelaire...

O TAO

Imagem
Tenho postado no meu blog as estrofes do Tao te Ching, de Lao TSE, na Tradução do Mestre Wu Jyn Cherng.
Fui aluno do mestre Wu, há muitos anos.
Ele ensinava Shieng Yii, uma espécie de luta, uma espécie de Kung Fu, na Sociedade Chinesa, que havia na esquina da rua Assembléia, no primeiro andar. E também me tratei com ele, na acumputura.
Ele já estava bem velho, mais de oitenta, creio.
Desde cedo sou admirador desse livro de Lao Tse.
E sigo seus ensinamentos.
Embora budista, sou taoista.
Que significa seguir o Tao?
Seguir o Tao significa não seguir nada, não ter caminho nem meta.
O caminho do Tao é o sem caminho.
A meta do Tao é a não finalidade.
O Tao é assim o vazio, o amplo, o nada.
Nem se pode falar o que é o Tao, pois no que se fala já não é.
O Tao Te Ching dizem que foi escrito aproximadamente há 2500 anos por um  filósofo chinês chamado Lao Tse.
Sua imagem mais conhecida o representa sobre um boi no processo de domesticação deste animal qu…

Dicas literárias de Marli Berg em Blocos!

Imagem
DICIONÁRIO DO FOLCLORE: A BRASILIDADE EM TODA SUA FORÇA E PLENITUDE
Em 1939, o grande folclorista Luís da Câmara Cascudo – que era também historiador, advogado, etnólogo e professor - começou a organizar um temário sobre o folclore brasileiro, para facilitar suas pesquisas. Lendas, mitos, superstições, indumentárias, comidas e bebidas tradicionais, santos favoritos, folcloristas, e outros 20 temas, foram colocados em ordem alfabética, com as respectivas referências bibliográficas. Este trabalho foi o embrião do Dicionário do Folclore Brasileiro(Global), cuja 12ª edição está sendo lançada pela editora Global.
A primeira edição data de 1954, e foi lançada pelo Instituto Nacional do Livro. Reconhecido como uma das principais obras de referência publicadas no Brasil, o Dicionário é, sem dúvida, uma das mais importantes das 150 que Freyre escreveu. Esta edição é, basicamente, a mesma publicada em 1979, ano em que o autor acrescentou suas últimas observações ao texto e nesta, foi alterada ape…

Ilusão de ótica

Imagem
Zapeando na inutilidade televisiva de um domingo me deparo com um quadro sobre ilusão de ótica. Estavam explicando como o cérebro nos engana em algumas situações. Eram desenhos geométricos que pareciam estar tortos, mas estavam retos, ou que alteravam de cor, mesmo tendo apenas uma cor. Tudo cientificamente comprovado. Se todas as nossas ilusões de óticas fossem cientificamente comprovadas estaríamos feitos, mas não é assim, o pior é que muitas das nossas ilusões de óticas viram verdades estabelecidas, e como tais muito perigosas...Os preconceitos são o melhor exemplo disso. Estabelecemos nosso parecer sobre alguém a partir de uma característica ou a uma condição que em nada definem quem a pessoa é. O preconceito é uma coisa estranhíssima, aos olhos de quem sente (e todos sentem em maior ou menor grau) é uma verdade inquestionável: a cor da pele diz quem o sujeito é, da mesma forma que sua condição sexual, sua origem, sua nacionalidade, sua linguagem, sua quantidade de gordura ou sua …

Recomenda de almas

Imagem
Meu recente trabalho como pesquisador de Folclore tem que colocado em contato com pessoas ímpares. É gente que faz o que faz porque gosta, porque precisa saciar uma fome da alma; gente em cujas vidas não existe distinção entre o sagrado e o profano.
Domingo passado meu grupo de trabalho foi visitar uma dessas pessoas, dona Mariana, uma pérola escondida na zona rural de Caçapava, SP. Nosso interesse por ela surgiu da necessidade de registrar uma manifestação de fé que vem desaparecendo nos últimos tempos, a “Recomenda de Almas”, também conhecida como “Encomenda de Almas” ou “Recomendação de Almas”, dependendo de onde ela tem lugar. Em resumo, a recomenda de almas consiste em um grupo de pessoas, vestida de branco e carregando uma vela, que durante o período da quaresma reúne-se e sai, altas horas da noite, cantando e rezando pelas almas que padecem no inferno, purgatório ou vagam pelo espaço. Que fique bem claro, este ritual de "Recomenda de Almas" é praticado por católicos.
Cu…

Tantas coisas, na Páscoa!!! Só em Blocos!

Imagem

Ianni, King, Duclós e Valença

Imagem

Wladir Nader entrevista Leila Míccolis

Imagem
Para a autora, literatura é o que vale.                                                     Simplesmente Leila MíccolisTudo começou nos anos 70, primeiro com poesia e muita agitação cultural, depois com televisão. Ela continua no mesmo ritmo e, também pesquisadorade mão cheia, já tem mestrado e completa doutorado no Rio de Janeiro. Ou seja, se promete e realiza uma porção de coisas ao mesmo tempo. Ainda bem.Nesta entrevista, apenas um pouco do que é capaz de fazer. Wladyr NaderPoemas de Leila MíccolisVÃ FILOSOFIA...Falas muito de Marx,
de divisão de tarefas,de trabalho de base,e quando te levantasnem a cama fazes...MISSÃO COMPRIDAVocê conseguiu tudo na vida:uma grande barriga bem alimentada
uma amante infiel
uma esposa comportada
carro do ano
filhos rebeldes ao teu jugo tirano
casa própria, emprego com crachá
um sítio em Visconde de Mauáum ufanista amor pelo país
tudo como manda o figurino
(de Paris).
E morrerá, cumprindo a sua parte,
de tensão ou de enfarte,
de repente,
sem nem ao menos…

Abril iluminado!

Imagem

CARTA A DEUS

Imagem
Querido Deus, estou aqui na espera de resolver meus tramites burocráticos pra poder ficar nas montanhas, perto dos arco-iris e das tempestades, estudando as diferentes qualidades de anjos.
A cidade dos homens, com sua fumaça e ferocidade, atrapalha minhas observações e atrapalha o crescimento normal das minhas asas. O Senhor sabe que meu sonho sempre foi voar como Peter Pan ou os Jetsons. A terra anda pesada e as pessoas caminham sem perceber pisando em diamantes. Será que se jogarmos a primeira Edição de Camões pelo chão, irão perceber?
Nada. Nem sequer reparam nos anjos incrustados nas paredes das Igrejas ou na pomba observadora. Quero ficar rico, senhor, o bastante pra ficar semanas vendo filmes de vampiros no telão do meu notebook. Hoje vim pelo ônibus lembrando quando eu acreditava no amor das mulheres e minha alma tentava achar a porta dos universos paralelos. Claro que agora sou quase um sábio, depois de quebrado escudo e espada. Aprendi lutar de mãos vazias. Jogaste duro comigo …

LIVRO DE UMA SOGRA

Imagem
I... se travail offre un autre découragement; que des choses hardies, et que je n’avance qu’en tremblant, seront de plats lieux communs dix ans après ma mort...
                    STENDHAL, Souvenirs d’Égotisme.De volta da minha última peregrinação à Europa, depois de cinco anos de saudades do Brasil, foi que, pela primeira vez, senti todo o peso e toda a tristeza do meu isolamento e pensei com menos repugnância na hipótese de casar. Foi a primeira vez e também a última que semelhante veleidade me passou pelo espírito; daí a vinte e quatro horas tinha resolvido ficar eternamente solteiro.Estava então com trinta e cinco anos. Dessa vez, como sempre me sucedia ao pensar no casamento, veio-me logo à idéia o meu amigo Leandro, e vou dizer por quê:Leandro de Oviedo era, entre os meus companheiros da primeira juventude, o único que se conservou fiel à nossa amizade. Os outros tinham todos desaparecido; alguns simplesmente do Rio de Janeiro ou do Brasil, mas, ai! a melhor parte havia já dese…