Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009

Faça novo o teu ano.

Imagem
Neste ano novo, faça-te novo, reduzas a tua ansiedade, cultivas flores no canteiro da alma, regues de ternura teus sentimentos mais profundos, imprimas a teus passos o ritmo das tartarugas e a leveza das garças.
Não te mires nos outros; a inveja é um cancro que mina a auto-estima, fomenta a revolta e abre, no centro do coração, o buraco no qual se precipita o próprio invejoso.
Mira-te em ti mesmo, assumas teus talentos, acredites em tua criatividade, abrace com amor tua singularidade. Evitas, porém, o olhar narciso. Sejas solidário; aos estender aos outros as tuas mãos estarás oxigenando a própria vida. Não seja refém de teu egoísmo.
Cuida-te da língua. Não professes difamações e injúrias. O ódio destrói quem odeia, não o odiado. Troque a maledicência pela benevolência. Comprometa-te a expressar ao menos cinco elogios por dia. Tua saúde espiritual agradecerá.
Não desperdices tua existência hipnotizado pela TV ou navegando aleatoriamente pela internet, naufragado no turbilhão de imagen…

Mais uma da Leninha!

Imagem

Cândido Portinari

Imagem
Cândido Torquato Portinari, nasceu em  Brodowski/SP,  no dia 29 de dezembro de 1903  e faleceu no Rio de Janeiro, em 6 de fevereiro de 1962,  vítima de intoxicação pelas tintas que utilizava.
Portinari pintou quase cinco mil obras, de pequenos esboços a gigantescos murais. Foi o pintor brasileiro a alcançar maior projeção internacional.




Retirantes, uma das mais emocionantes pinturas de Portinari.

Vai, Ano Velho - Affonso Romano de Sant'Anna

Imagem
VAI, ANO VELHO, VAI DE VEZ
VAI COM TUAS DÍVIDAS
E DÚVIDAS, VAI, DOBRA A EX-
QUINA DA SORTE, E NO TRINTA E UM,
À MEIA NOITE, ESGOTA O COPO
A CULPA DO QUE NEM LEMBRO
E ME CRAVOU ENTRE JANEIRO E
DEZEMBRO.
VAI, LEVA TUDO: DESTROÇOS
OSSOS, FOTOS DE PRESIDENTES
BEIJOS DE ATRIZES, ENCHENTES
SECAS, SUSPIROS, JORNAIS.
VADE RETRUM, PRA TRÁS,
LEVA PRA ESCURIDÃO
QUEM ME ASSALTOU O CARRO,
A CASA E O CORAÇÃO.
NÃO QUERO TE VER MAIS, SÓ DAQUI A ANOS,
NOS ANAIS, NAS FOTOS DO NUNCA-MAIS.
VEM, ANO NOVO, VEM VELOZ,
VEM EM QUADRIAS, ALADAS, ANTIGAS
OU JATOS DE LUZ MODERNA, VEM,
PAIRA, DESCE, HABITA EM NÓS,
VEM COM CAVALHADAS, FOLIAS., REISADOS,
FITAS MULTICORES, RABECAS, VEM COM
UVA E MEL E DESPERTA
EM NOSSO CORPO A ALEGRIA,
ESCANCARA A ALMA, A POESIA, E POR UM
INSTANTE, ESTANCA
O VERSO REAL, PERVERSO
E SACIA EM NÓS A FOME
— DE UTOPIA.






VEM NA AREIA DA AMPULHETA COM A
SEMENTE QUE CONTIVESSE OUTRA SE-
MENTE QUE CONTIVESSE OU-
TRA SEMENTE OU PÉROLA
NA CASA DA OSTRA
COMO SE
SE
OUTRA SE-
MENTE PUDESSE
NASCER DO CORPO E MENTE
OU DO UMBIGO DA GENTE CO…

Poema de Natal

Imagem
Neste Natal quero paz nos corações.
Não aquela paz momentânea, doentia,
que só dura o tempo necessário
para a entrega dos presentes...

Não. Tem de ser eterna
a paz que eu espero!

Ela tem que durar
o tempo da humanidade,
o tempo da liberdade,
a idade da procura
por paz, amor e ventura.

 Sim. Tem de ser eterna
a paz que eu espero!

© Márcia Sanchez Luz

Cartão de Natal de Leninha

Imagem

Todas as manhãs, Carmen Moreno

Imagem
Despertar é vitória infinda,
a qual o orgulho humano não brinda,
por julgar rotineiro e certo
o descerrar das pálpebras.
Por conceber ato consumado a sorte da hora:
a verve rara de Deus rimando vida e aurora.

Tesouro interior, Vânia Moreira Diniz

Imagem
Ontem foi o dia que eu fiquei à tarde na periferia da cidade, em santa Maria, reunida com algumas crianças e adolescentes na antivéspera de natal. Levei alguns presentes, balas, bombons e todo o meu carinho. E me senti um pouco gente quando pude ver que muitos sorrisos estavam ali presentes, naqueles rostos tão jovens.
Fico imaginando a leia mais

As horas, Solange Firmino

Imagem
Zeus era o mais importante dos deuses gregos. Ele mantinha a ordem e a justiça do mundo e dominava o Céu e fenômenos atmosféricos como chuvas e raios. Sua ascensão ao poder foi conquistada pelas vitórias em diversas lutas. A primeira delas foi contra o pai Crono, que devorava os filhos quando nasciam para se continue a ler

Dia internacional dos imigrantes

Imagem
"Kikuji Iwanami nasceu em 1898 na aldeia Shiga, na província de Nagano, Japão. Em 1918 ingressa na agremiação de tankaístas Araragui e torna-se discípulo de Akahiko Shimagui (1876-1926). A revista Araragui, fundada em 1908 é considerada a maior revista especializada em tanka, e tem sua origem ligada ao Neguishi Tankakai, que em 1898 deu início a luta pela renovação do tanka. Segundo Kikuji Iwanami, a forma regular de cinco versos com total de 31 sílabas era apenas uma questão de princípio e não havia obrigatoriedade de se manter as 31 sílabas, distribuídas em versos de 5-7-5-7-7. Assim, entre os seus trabalhos não são raros a desobediência à métrica e o excesso de sílabas. Eis uma afirmação sua: " Os antigos costumavam dizer da necessidade de se afastar cerca de um metro para não se pisar na sombra do mestre, mas isso impede o progresso...É necessário ultrapassar o mestre!"... Casa-se em 1924 e em 1925 emigra para o Brasil onde passa o resto de sua vida. Em 1952 falece …

Aniversário de Érico Veríssimo

Imagem
Érico Lopes Veríssimo, (Cruz Alta, 17 de dezembro de 1905 — Porto Alegre, 28 de novembro de 1975).
Foi um dos escritores brasileiros mais populares do século XX.
Eis uma parte das suas obras, existem contos, novelas, contos infanto-juvenis, narrativas de viagem, ensaios e etc.

Romances


Clarissa – 1933
Caminhos cruzados – 1935
Música ao longe – 1936
Um lugar ao sol – 1936
Olhai os lírios do campo – 1938
Saga – 1940
O resto é silêncio – 1943
O tempo e o vento (1ª parte) — O continente – 1949
O tempo e o vento (2ª parte) — O retrato – 1951
O tempo e o vento (3ª parte) — O arquipélago – 1961
O senhor embaixador – 1965
O prisioneiro – 1967
Incidente em Antares – 1971
..............................................................

Frases de Érico:


"Precisamos dar um sentido humano às nossas construções. E, quando o amor ao dinheiro, ao sucesso nos estiver deixando cegos, saibamos fazer pausas para olhar os lírios do campo e as aves do céu."

"A gente foge da solidão…

Nascimento de Olavo Bilac

Imagem
Olavo Brás Martins dos Guimarães Bilac (Rio de Janeiro, 16 de dezembro de 1865 — Rio de Janeiro, 28 de dezembro de 1918) foi um jornalista e poeta brasileiro, membro fundador da Academia Brasileira de Letras. Criou a cadeira 15, cujo patrono é Gonçalves Dias.

A um Poeta
Olavo Bilac

Longe do estéril turbilhão da rua,
Beneditino, escreve! No aconchego
Do claustro, na paciência e no sossego,
Trabalha, e teima, e lima, e sofre, e sua!

Mas que na forma se disfarce o emprego
Do esforço; e a trama viva se construa
De tal modo, que a imagem fique nua,
Rica mas sóbria, como um templo grego.

Não se mostre na fábrica o suplício
Do mestre. E, natural, o efeito agrade,
Sem lembrar os andaimes do edifício:

Porque a Beleza, gêmea da Verdade,
Arte pura, inimiga do artifício,
É a força e a graça na simplicidade.

Aniversário de Oscar Niemeyer

Imagem
Oscar Ribeiro de Almeida de Niemeyer Soares Filho (Rio de Janeiro, 15 de dezembro de 1907) é um arquiteto brasileiro, considerado um dos nomes mais influentes na Arquitetura Moderna internacional. Foi pioneiro na exploração das possibilidades construtivas e plásticas do concreto armado. Ele tem sido exaltado pelos seus admiradores como grande artista e um dos mais importantes arquitetos de sua geração.  Seus trabalhos mais conhecidos são os edifícios públicos que desenhou para a cidade de Brasília. Porém, não há no mundo arquitetônico quem não conheça a obra desse gênio fantástico, incansável, trabalhador e guerreiro, chamado Oscar Niemeyer.
Ficamos contentes com a sua vitória.
Parabéns e muitos anos de vida!


"Não é o ângulo reto que me atrai,
nem a linha reta, dura,
inflexível, criada pelo homem.
O que me atrai é a curva livre
e sensual, a curva que
encontro nas montanhas do
meu país, no curso sinuoso
dos seus rios, nas ondas do
mar, no corpo da mulher
preferida. De curvas é feito

Livro Digital de Eloah Margoni em Blocos.

Imagem
Leia
(já com 1.133 acessos)
Novo comentário sobre A Noite Grega, pelo poeta Fabbio Cortez




Nascimento de Luís Gonzaga

Imagem
Luiz Gonzaga do Nascimento, (*Exu, 13 de dezembro de 1912)

ASA BRANCA

Quando olhei a terra ardendo
Qual fogueira de São João
Eu perguntei a Deus do céu, ai
Por que tamanha judiação

Que braseiro, que fornalha
Nem um pé de plantação
Por falta d'água perdi meu gado
Morreu de sede meu alazão

Até mesmo a asa branca
Bateu asas do sertão
Então eu disse adeus Rosinha
Guarda contigo meu coração

Quando o verde dos teus olhos
Se espalhar na plantação
Eu te asseguro não chores não, viu
Que eu voltarei, viu
Meu coração

Hoje longe muitas léguas
Numa triste solidão
Espero a chuva cair de novo
Para eu voltar pro meu sertão


Gonzaga sofria de osteoporose. Morreu vítima de parada cárdio-respiratória no Hospital Santa Joana, na capital pernambucana. Seu corpo foi velado em Juazeiro do Norte e posteriormente sepultado em seu município natal, em 02/08/1989.

Thaty Marcondes

Imagem
Thaty Marcondes é colunista de Blocos e fez em julho desse ano uma homenagem pelo falecimento do
escritor Rodrigo de Souza Leão.



Para Rodrigo de Souza Leão

I
Um amigo virtual se foi.
Dele não ouvirei a voz,
nem sentirei o tato...
Sentirei saudades das palavras
apropriadas e sinceras.
A poesia...
(Levou-a consigo.
Quem sabe?)

II
Num guardanapo de papel,
rabiscarei saudades em versos inúteis.
As incontáveis trocas de linhas,
de e-mails, de idéias...
Os poetas me fazem tanta falta,
como uma tragada do seu cigarro
(Penso, olhando a foto:
quem sabe não é da mesma marca que o meu?)
Não, não sinto falta dos poetas.
Sinto falta de você, poeta.

Nascimento de Noel Rosa - 1910 (RJ)

Imagem
Poeta da Vila Eterna

Noel é o samba na alma
É Poeta Universal
Conheceu uma alma humana
Muito além do Carnaval
Realista, épico, crítico:
Eterno e intemporal ...

Influenciou Chico, Vinícius
Cartola, Gil, Tom Jobim
Caetano e João Gilberto
Quase todo mundo, enfim
Filósosfo do Samba é:
O pós eu fazer dentro de mim ...
Continue a ler

Gustavo Dourado

Para lembrar o que não houve

Em dois minutos de magia pura
cantamos juntos versos ao luar.
Você jurava que o dia a chegar
seria para nós a partitura

do amor infindo (laço que perdura)
da noite eterna feita pra abrigar
os sonhos nossos de nunca adiar
as tardes calmas, cheias de ternura.

Por que não se tornaram realidade
os nossos sentimentos e desejos
cantados em total cumplicidade?

Os dois minutos de felicidade
deram lugar a pálidos tracejos
do que seria vida e hoje é saudade.

© Márcia Sanchez Luz

Desabafo de uma placa de trânsito

Imagem
Eu sou uma feliz placa de trânsito. Quer dizer, eu era uma feliz placa de trânsito. Quer dizer, continuo sendo placa, mas não tão feliz.

Eu sou a Proibido Estacionar, muito prazer. Essa é a única coisa que eu consigo falar para as pessoas: “Proibido estacionar”.

Antes, me compreendiam, viam-me, e sabiam que por ali perto de mim não poderia estacionar. Era óbvio e a obviedade obviamente fazia a minha felicidade. Desculpe-me, às vezes exagero nas repetições. É o hábito de uma vida inteira repetindo: “Não estacione”.

Mas, ultimamente, não sei bem o que tem acontecido. De repente, começaram: uma paradinha de leve. Depois, mais tempo, mas o motorista ainda ficava dentro do carro. Depois, só uma saidinha, mas com o vidro aberto, tipo para indicar que era uma urgência, ou coisa assim.

Agora não, agora eles até ligam o alarme, trancam tudo e vão embora. Ou seja, deixam-me muda. Eu já nem existo mais, estou ali como enfeite. Um ou outro recebe uma multa, reclama, sai xingando, achando que tem …

1977- falecimento de Clarice Lispector

Imagem
O DEUS DE CLARICE LISPECTOR

Há trinta anos morria Clarice Lispector, a escritora que abalou a literatura brasileira pela contundência de sua linguagem que tentava desvendar o mistério da existência com palavras claras e obscuras a um tempo, de grande beleza poética, de inquietação, de perturbação, espanto e maravilhamento. Com dezessete anos de idade escreveu “Perto do Coração Selvagem”, e era como se estivesse surgindo uma obra de gênio. Era como se valesse o adágio: “O gênio nasce feito.” Mas Clarice trabalha incansavelmente. A sua genialidade era uma busca contínua da palavra certa, que clarificasse os escaninhos continue a ler

Ricardo Augusto dos Anjos - entrevistado pela escritora Belvedere Bruno.

Quando o conheci, Ricardo Augusto dos Anjos morava na Vila Pereira Carneiro, em Niterói/RJ. Nessa vila, nasci e vivi boa parte da infância e adolescência. O lugar ainda conserva seu bucolismo, que nos traz inspiração e nos remete à poesia. Anos depois, reencontrei Ricardo pelos caminhos do jornal Lig. Quis o destino que ele buscasse outros rumos e, atualmente, os ares serranos e a calmaria fazem parte do seu cotidiano. E nessa troca de idéias, cresço, ao mesmo tempo que me encanto com a sua generosidade.

BB - Pode descrever seu primeiro instante poético?
Ricardo Augusto dos Anjos - Adolescente, achava-me apaixonadíssimo, continue a ler

O Viver — Vânia Moreira Diniz

Imagem
Sei agora mais do que nunca o quanto a vida é importante. Ela se desfaz num momento qualquer como se fôssemos um brinquedo ou incitados por um prestidigitador. Precisamos fazer tudo “hoje e agora” porque realmente não sabemos o que vem “depois e amanhã”.

Muitas vezes quis transmitir alguma frase, opinião, comentário ou dizer simplesmente que amava a uma pessoa querida e quando me resolvia ela já tinha ido embora, a despeito de ser jovem, forte, cheia de boas intenções e alegria, mas o mágico Senhor o impulsionara. Por isso quando falo e principalmente escrevo, continue lendo...

Hércules mata o Leão de Neméia

Imagem
Hércules e o Leão de Neméia

Na Grécia antiga, um Leão feroz devastava a região de Neméia, perto de Micenas e Corinto, devorando rebanhos e seres humanos. O Leão era filho de Équidna, monstro com corpo de mulher e cauda de serpente que vivia nas profundezas. Com Tifão, Équidna gerou o Leão de Neméia e outras criaturas como Fix, Ortro, Hidra de Lerna, Cérbero e Quimera. Esses monstros eram violentos, por isso foram combatidos pelos heróis.
Um dos heróis que mais mataram monstros foi Héracles, mais conhecido pelo nome romano Hércules, filho de Zeus com a mortal Alcmena. Hera, a esposa ciumenta de Zeus, provocou uma loucura temporária em Hércules, que acabou matando a esposa e os filhos. Quando lúcido novamente, o herói consultou o Oráculo de Delfos, que o aconselhou a servir seu primo Euristeu. Simpatizante de Hera, o rei impôs-lhe perigosos trabalhos, os
quais Hera fez de tudo para atrapalhar .
A primeira tarefa de Hércules foi matar o invencível Leão de Neméia e levar a pele ao rei. Hérc…
Imagem
Socorro, fotopoema de Marcelo Mota

Bate-papo com Alcides Nogueira

Imagem
Bate-papo com ALCIDES NOGUEIRA, autor das novelas O amor está no ar, Torre de Babel, A Força de um Desejo, Ciranda de Pedra, entre outras, teatrólogo, distinguido já com o Prêmio Molière, com a peça sobre Rimbau e Verlaine: Poesia e Pólvora.


Era uma noite qualquer: faculdade, editora, miado dos nossos gatos e Raul incansável no cd. Sempre em fim de noite, quase começo de outro dia, entro no chat. Depois de colibri, as salas têm sido ponto de encontro de meus amigos virtuais. Naquele dia, não tinha ninguém conhecido. Comecei, então, a papear com duas ou três pessoas. Uma delas impressionou-se com minhas metáforas e me perguntou o que eu fazia; disse que era escritor e ele me respondeu que não tinha dúvida, pois logo percebera pelo meu estilo de teclar; falou-me que também era da classe. Vimos logo que tínhamos muita coisa em comum, e, para maior surpresa ainda, que Leila conhecera, na infância, através de correspondência, ele e sua irmã. Neste dia, ganhei um amigo incrível e Leila reenc…

Minhocas Mentais Trabalhando

Imagem
O que será de mim?
E por acaso será que eu "sou"?
Infelizmente, sei a resposta. De mim será uma morte.
E no fundo eu acho que sou por acaso mesmo.
Querem coisa mais assustadora do que isso?
De vez em quando penso que queria ser um peixe.
Ou melhor, uma minhoca na boca do peixe, cabeça com essa criaturinha e cu indefinidos que, se
é que estou certa, não sabe que vai morrer.
Monica Ribeiro

A primeira feminista foi a primeira mulher, por Clevane Pessoa

Imagem
Lilith


A primeira criatura que transigiu uma Lei – ou simples ordem das coisas pré-estabelecidas ou implícitas – foi Lilith. Essa pessoa intrigante, no Talmude, é a primeira fêmea. A primeira mulher de Adão. Ousada, continue a ler
Saiba mais sobre a autora, Clevane Pessoa.

O espião de Proust

Imagem
Há um momento em que a narrativa de Céleste Albaret se trai e deixa escapar que “o Senhor Proust”, tão puro e endeusado por ela freqüentou ainda que “5 ou 6 vezes” uma pensão de encontros “de homens” de propriedade de Albert Le Cuziat, seu antigo protegido.
Esse Albert fora criado de grandes mansões russas, onde viveu “experiências engraçadas”. Era “um grande varapau da Bretanha, louro, sem elegância, e olhos azuis frios como os de um peixe – os olhos de sua alma”.
Um dos seus patrões, o Conde Orloff, mesmo durante um jantar pedia um penico e urinava diante dos convidados.
Proust deve ter conhecido Albert na casa do príncipe Radziwill. Depois Albert saiu da casa dos outros abriu uma “casa banhos” suspeitíssima na Madaleine, e depois uma “casa de encontros” num pequeno hotel na Rua de l'Arcade.
Proust, que era muito rico, presenteou Albert Le Cuziat com móveis e dinheiro para sua casa de banhos. Mas Albert tinha vários protetores riquíssimos, muito mais ricos do que Proust.
Proust usava…

A história de Blocos

Imagem
Urhacy Faustino e Leila Míccolis


BLOCOS on line está na Internet desde a primeira quinzena de julho de 1996, e de início definiu-se como uma "versão resumida" de Blocos - jornal cultural, que circulava há cinco anos na época. Logo compreendemos que isto era inviável: não podíamos dizer que BLOCOS on line fosse a continuação ou a versão cibernética do jornal impresso, porque a leitura por intermédio de hipertextos, links e até de simultânea participação coletiva (através de programas como o ICQ, o mIRC, etc.), tornava-o muito diferente do jornal periódico do qual se originou. Hoje podemos dizer que conservou, apenas, a proposta ideológica: BLOCOS on line privilegia a cultura alternativa contemporânea, principalmente a literária, ou seja, a cultura que não é patrocinada por grandes editoras, e que, por isso, quase nunca tem espaço na mídia, atrelada a interesses mais econômicos do que culturais. Neste contexto, BLOCOS on line disponibiliza uma série de informações valiosas, pre…